24 JUN 2024 | ATUALIZADO 17:13

COLUNA ESPLANADA

  Os investigadores já descobriram quem disparou a arma e conseguiram mapear a principal articuladora do grupo. Trata-se de Dida Souza. Ela se apresenta como empresária, mas está lotada como funcionária do Tribunal de Contas do Estado (TCE) da Bahia. Atuaria na vice-presidência com salário de aproximadamente R$ 25 mil por mês. Mas segundo fontes do TCE, raramente é vista no local.
[COLUNA ESPLANADA] Movimento "invasão zero" suspeito de matar indígena

29/01/2024 07:04

Os investigadores já descobriram quem disparou a arma e conseguiram mapear a principal articuladora do grupo. Trata-se de Dida Souza. Ela se apresenta como empresária, mas está lotada como funcionária do Tribunal de Contas do Estado (TCE) da Bahia. Atuaria na vice-presidência com salário de aproximadamente R$ 25 mil por mês. Mas segundo fontes do TCE, raramente é vista no local.

  O ministro Alexandre de Moraes (STF) guarda a sete chaves as delações premiadas das investigações contra o ex-presidente Jair Bolsonaro. Aos órgãos que pedem acesso, ele justifica que “há pendência de finalização de diligências”. Foi essa a posição de Moraes à CGU que vai apurar a conduta de servidores públicos envolvidos nas investigações que vão dos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023 à fraude nos cartões de vacina.
[COLUNA ESPLANADA] Moraes guarda a sete chaves as delações contra Bolsonaro

26/01/2024 11:52

O ministro Alexandre de Moraes (STF) guarda a sete chaves as delações premiadas das investigações contra o ex-presidente Jair Bolsonaro. Aos órgãos que pedem acesso, ele justifica que “há pendência de finalização de diligências”. Foi essa a posição de Moraes à CGU que vai apurar a conduta de servidores públicos envolvidos nas investigações que vão dos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023 à fraude nos cartões de vacina.

  O recuo do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, após elogiar o presidente Lula da Silva e dizer que o petista "não chega aos pés" do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda não foi suficiente para arrefecer a ira da bancada radical do partido. Tiveram outros episódios que desgastaram o cacique, como o encontro com o ministro “comunista” Flávio Dino e elogio à escolha de Ricardo Lewandowski para o MJ.
[COLUNA ESPLANADA] Recuo de Valdemar da Costa Neto ainda não foi suficiente

25/01/2024 20:38

O recuo do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, após elogiar o presidente Lula da Silva e dizer que o petista "não chega aos pés" do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda não foi suficiente para arrefecer a ira da bancada radical do partido. Tiveram outros episódios que desgastaram o cacique, como o encontro com o ministro “comunista” Flávio Dino e elogio à escolha de Ricardo Lewandowski para o MJ.

  O valor do aumento (23%) equivale a quatro vezes a inflação e é o maior já registrado desde 2018. Os planos de saúde empresariais representam 70% do setor. A ANS também autorizou o reajuste de 9,63% para os planos individuais desde maio do ano passado. Na Câmara dos Deputados, tramita há anos o projeto (Projeto de Lei nº 7419/2006) da nova lei dos planos de saúde.
[COLUNA ESPLANADA] Reajuste coletivo dos planos de saúde assusta empresários

24/01/2024 13:20

O valor do aumento (23%) equivale a quatro vezes a inflação e é o maior já registrado desde 2018. Os planos de saúde empresariais representam 70% do setor. A ANS também autorizou o reajuste de 9,63% para os planos individuais desde maio do ano passado. Na Câmara dos Deputados, tramita há anos o projeto (Projeto de Lei nº 7419/2006) da nova lei dos planos de saúde.

  Parlamentares bolsonaristas não escondem o temor da Operação Lesa Pátria após a devassa – busca e apreensão –, na sexta-feira, 19, contra o deputado Carlos Jordy (PL-RJ) autorizada pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes. Isso porque também trocaram mensagens – cujo teor só eles sabem – com acusados de terem atuado no quebra-quebra da Esplanada em 8 de janeiro. A operação está na 24ª fase e terá mais algumas pela frente. Os deputados pressionam para que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que não deu um pio até agora, se pronuncie e saia em defesa dos parlamentares da Casa. Em tempo: Lira sequer foi avisado sobre a operação pelo ministro Moraes. Em outra frente, a oposição pressiona Lira para colocar em pauta, na volta do recesso, a proposta que limita decisões monocráticas de ministros do STF.
[Coluna Esplanada] O temor de parlamentares bolsonaristas com a Operação Lesa Pátria

23/01/2024 11:30

Parlamentares bolsonaristas não escondem o temor da Operação Lesa Pátria após a devassa – busca e apreensão –, na sexta-feira, 19, contra o deputado Carlos Jordy (PL-RJ) autorizada pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes. Isso porque também trocaram mensagens – cujo teor só eles sabem – com acusados de terem atuado no quebra-quebra da Esplanada em 8 de janeiro. A operação está na 24ª fase e terá mais algumas pela frente. Os deputados pressionam para que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que não deu um pio até agora, se pronuncie e saia em defesa dos parlamentares da Casa. Em tempo: Lira sequer foi avisado sobre a operação pelo ministro Moraes. Em outra frente, a oposição pressiona Lira para colocar em pauta, na volta do recesso, a proposta que limita decisões monocráticas de ministros do STF.


Notas

Relativa

Publicidades