05 MAR 2024 | ATUALIZADO 08:15

COLUNA ESPLANADA

  [COLUNA ESPLANADA] A cena picaresca revela ao Governo o quanto o Brasil dos rincões ainda carece de informações e interface com Brasília. Em duas situações recentes, no Nordeste, funcionários da Companhia Nacional de Abastecimento ouviram de populares um “obrigado ao presidente Lula” pelas cestas básicas doadas a famílias. Em parceria com o Ministério da Cidadania, que adquire os pacotes, a Conab faz doações de alimentos desde 2020 para aldeias indígenas, comunidades quilombolas e assentamentos do MST, em especial no Norte e Nordeste. Os episódios chegaram ao presidente Jair Bolsonaro, que deu uma bronca na turma.
[COLUNA ESPLANADA] Populares agradecem a Lula por cestas básicas doadas pelo Ministério da Cidadania

02/05/2022 08:38

A cena picaresca revela ao Governo o quanto o Brasil dos rincões ainda carece de informações e interface com Brasília. Em duas situações recentes, no Nordeste, funcionários da Companhia Nacional de Abastecimento ouviram de populares um “obrigado ao presidente Lula” pelas cestas básicas doadas a famílias. Em parceria com o Ministério da Cidadania, que adquire os pacotes, a Conab faz doações de alimentos desde 2020 para aldeias indígenas, comunidades quilombolas e assentamentos do MST, em especial no Norte e Nordeste. Os episódios chegaram ao presidente Jair Bolsonaro, que deu uma bronca na turma.

  [COLUNA ESPLANADA] Estatal comandada há anos por um consórcio formado por expoentes ocultos do MDB, PTB e PT nos últimos 20 anos, os Correios ganharam atenção do atual Governo, que convocou para a missão o general Floriano Peixoto. O linha-dura tirou a estatal dos casos policiais e apontou o rumo para lucros seguidos desde 2019 - o que motivou o Ministério da Economia aventar a privatização da estatal. O plano ainda está em vigor, apesar da resistência dos funcionários. Causa mais apreensão a notícia que chegou a corredores da sede ontem. O presidente Jair Bolsonaro prevê uma visita hoje ao prédio, na Esplanada. Somente funcionários - servidores e comissionados - do alto escalão foram avisados da agenda misteriosa.
[COLUNA ESPLANADA] Mirando privatização, Bolsonaro fará visita aos Correios

29/04/2022 08:16

Estatal comandada há anos por um consórcio formado por expoentes ocultos do MDB, PTB e PT nos últimos 20 anos, os Correios ganharam atenção do atual Governo, que convocou para a missão o general Floriano Peixoto. O linha-dura tirou a estatal dos casos policiais e apontou o rumo para lucros seguidos desde 2019 - o que motivou o Ministério da Economia aventar a privatização da estatal. O plano ainda está em vigor, apesar da resistência dos funcionários. Causa mais apreensão a notícia que chegou a corredores da sede ontem. O presidente Jair Bolsonaro prevê uma visita hoje ao prédio, na Esplanada. Somente funcionários - servidores e comissionados - do alto escalão foram avisados da agenda misteriosa.

  [COLUNA ESPLANADA] Diferente do ministro André Mendonça - crucificado pelos bolsonaristas por ter votado na última semana pela condenação do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) -, o outro ministro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para o STF, Kassio Nunes Marques, segue terrivelmente alinhado aos temas de interesse do Planalto na Suprema Corte. Além de ter sido o único a votar pela absolvição de Silveira, o ministro coleciona uma série de decisões que são vistas como protelatórias e blindagem ao governo de Bolsonaro e aliados.
[COLUNA ESPLANADA] Nunes Marques segue alinhado aos temas de interesse do Planalto no STF

27/04/2022 08:21

Diferente do ministro André Mendonça - crucificado pelos bolsonaristas por ter votado na última semana pela condenação do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) -, o outro ministro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para o STF, Kassio Nunes Marques, segue terrivelmente alinhado aos temas de interesse do Planalto na Suprema Corte. Além de ter sido o único a votar pela absolvição de Silveira, o ministro coleciona uma série de decisões que são vistas como protelatórias e blindagem ao governo de Bolsonaro e aliados.

  [COLUNA ESPLANADA] Em meio à escalada de fraudes e golpes aplicados por criminosos que têm acesso às informações das vítimas, a Receita Federal autorizou o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) a vender dados pessoais e registros de empresas brasileiras a terceiros. De pessoas físicas, conforme a portaria 167 da Receita Federal, podem ser comercializados dados como CPF, nomes completos, datas de nascimento e situação cadastral. Das empresas, estão à venda no balcão dados como CNPJ, endereços, informações pessoais de donos e sócios, além de certidões negativas e notas fiscais. Deputados reagiram à medida.
[COLUNA ESPLANADA] Receita autoriza o Serpro a vender dados de pessoas e empresas a terceiros

26/04/2022 08:22

Em meio à escalada de fraudes e golpes aplicados por criminosos que têm acesso às informações das vítimas, a Receita Federal autorizou o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) a vender dados pessoais e registros de empresas brasileiras a terceiros. De pessoas físicas, conforme a portaria 167 da Receita Federal, podem ser comercializados dados como CPF, nomes completos, datas de nascimento e situação cadastral. Das empresas, estão à venda no balcão dados como CNPJ, endereços, informações pessoais de donos e sócios, além de certidões negativas e notas fiscais. Deputados reagiram à medida.

  [COLUNA ESPLANADA] Será acirrada a disputa entre desembargadores federais para compor a lista quádrupla que o Superior Tribunal de Justiça pretende elaborar dia 12 de maio, para indicação a duas vagas na Corte abertas após a aposentadoria dos ministros Nefi Cordeiro e Napoleão Nunes Maia Filho. Entre portas nos Tribunais Regionais Federais, dois nomes já são dados como certos na lista: Paulo Sérgio Domingues (TRF3, em São Paulo) e Messod Azulay Neto (presidente do TRF2, no Rio). Correm por fora os desembargadores Ney Bello Filho (TRF1, em Brasília), que teria o apoio da família do presidente Bolsonaro, e o desembargador Carlos Brandão (TRF1).
[COLUNA ESPLANADA] Desembargadores se preparam para disputar vagas no STJ

25/04/2022 08:19

Será acirrada a disputa entre desembargadores federais para compor a lista quádrupla que o Superior Tribunal de Justiça pretende elaborar dia 12 de maio, para indicação a duas vagas na Corte abertas após a aposentadoria dos ministros Nefi Cordeiro e Napoleão Nunes Maia Filho. Entre portas nos Tribunais Regionais Federais, dois nomes já são dados como certos na lista: Paulo Sérgio Domingues (TRF3, em São Paulo) e Messod Azulay Neto (presidente do TRF2, no Rio). Correm por fora os desembargadores Ney Bello Filho (TRF1, em Brasília), que teria o apoio da família do presidente Bolsonaro, e o desembargador Carlos Brandão (TRF1).


Notas

Tekton

Publicidades