22 JAN 2022 | ATUALIZADO 23:18

MUNDO

Covid-19: há um ano, OMS declarava pandemia do novo Coronavirus

11/03/2021 16:09

A OMS alertava para os níveis alarmantes de propagação e gravidade do vírus e também para os "níveis alarmantes de falta de ação".

Brasil não adere a declaração de compromisso com a saúde feminina

08/03/2021 10:03

O ato, organizado por praticamente todas as principais democracias do mundo, incluindo Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Austrália, Israel ou Japão, além dos países escandinavos, foi feita nesta segunda-feira (8) para marcar o dia internacional das mulheres e assumir compromissos no que se refere à saúde feminina.

Vacina de Oxford é capaz de reduzir a transmissão da covid-19 em 67%

03/02/2021 08:42

A informação foi divulgada nesta terça-feira (2), após um estudo preliminar. O estudo é o mesmo que apontou que a vacina de Oxford/AstraZeneca teve eficácia de 76% com a aplicação de uma só dose do imunizante. Essa proteção começa três semanas após a aplicação e é mantida até 90 dias. A pesquisa também apontou uma eficácia de 82,4% com a segunda dose, se aplicada três meses após a primeira.

Vacina Russa contra a Covid-19 apresenta eficácia de 91% contra a doença

02/02/2021 12:12

Os resultados preliminares da Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo de pesquisa Gamaleya, foram publicados nesta terça-feira (2) na revista científica "The Lancet", uma das mais respeitadas do mundo. A Sputnik V ainda não está sendo testada no Brasil, mas a Anvisa está analisando um pedido da farmacêutica União Química para que ensaios de fase 3 sejam feitos no país. Isso é importante porque a agência determinou que só vacinas testadas em solo brasileiro podem receber autorização de uso emergencial.

Vacina de dose única da Johnson & Johnson apresenta 66% de eficácia

29/01/2021 16:31

A porcentagem foi alcançada em um teste mais amplo realizado em três continentes e com variantes múltiplas do vírus. Nos EUA a eficácia ficou em 72%. O principal objetivo do estudo da J&J foi a prevenção de casos graves e moderados da covid-19, e a vacina foi 85% eficaz em impedir uma doença grave e a hospitalização em todos os lugares onde testes foram realizados e contra múltiplas variantes 28 dias após a vacinação.


Notas

Tekton

Publicidades