30 MAI 2024 | ATUALIZADO 07:44
ECONOMIA
Josemário Alves
22/05/2015 07:51
Atualizado
14/12/2018 01:38

Assessoria da Porcelanati informa que fechou e demite mais de 400

A+   A-  
Os motivos são as dificuldades financeiras, pela qual a empresa está passando e a falta de compromissos do Governo do Estado.
Imagem 1 -  Assessoria da Porcelanati informa que fechou e demite mais de 400
Fred Veras

Pelo menos 400 trabalhadores foram demitidos de uma das maiores indústrias existentes na cidade de Mossoró, a Porcellanati Revestimentos Cerâmicos.

O motivo, segundo comunicado oficial divulgado nesta sexta-feira (22), é a paralisação das atividades em função de dificuldades financeiras, pela qual a empresa está passando.

De acordo com o diretor-presidente do grupo catarinense Itagres, Gilmar Rabaioli, a energia elétrica e o gás natural tiveram seu fornecimento interrompido no início do mês, o que agravou a situação da empresa. Entretanto, o grupo tem interesse em voltar a produzir em solo potiguar.

“Faremos nas próximas semanas contato com estes provedores de matriz energética (Potigas e Cosern), uma nova tentativa de acordo do endividamento para que possamos voltar a operar e recuperar os empregos perdidos em Mossoró”, diz o diretor em nota.

Outros pontos que induziram a redução do seu quadro de funcionários foram os problemas técnicos de equipamentos junto ao seu fornecedor internacional e a demora na remessa de recursos oriundos dos agentes financeiros contratados.

“Colocamo-nos a disposição de qualquer parte interessada que possa vir a auxiliar neste impasse. A retomada de produção de uma indústria deste porte auxiliaria muito a economia do município e do estado, pois 100% dos insumos consumidos pela Porcellanati serão adquiridos em solo Potiguar”, conclui Gilmar Rabaioli.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário