25 MAR 2019 | ATUALIZADO 16:18
POLÍCIA

Preso é encontrado morto na Cadeia Pública de Mossoró; Diretor descarta assassinato

O diretor José Fernandes descarta qualquer possibilidade de homicídio já que o preso estava sozinho dentro da cela.
Da redação
11/06/2018 08:56
Atualizado
14/12/2018 09:27
A+   A-  
Preso é encontrado morto na Cadeia Pública de Mossoró; Diretor descarta assassinato
Alcivan Vilar | Fim da Linha
Um detento foi encontrado morto, aparentemente por causas naturais, por volta das 12h do sábado, 9, em uma das celas da Cadeia Pública Manoel Onofre de Souza, em Mossoró. O preso foi identificado como Paulo Wescley Dantas de Oliveira.

De acordo com o diretor da Cadeia Pública de Mossoró, o agente penitenciário José Fernandes, Wescley chegou à unidade prisional no dia 7 de junho após ser autuado pelo crime de furto (artigo 155 do Código Penal).

Ao chegar na unidade, Wescley teria apresentado comportamento estranho, o que começou a incomodar os outros detentos. Como medida preventiva, a direção transferiu o preso para uma unidade isolada, onde não tinha contato com outros presos.

A direção descarta qualquer possibilidade de homicídio já que o preso estava sozinho dentro da cela. Os agentes encontraram o corpo de Wescley no momento em que os presos estavam sendo chamados para o almoço. Uma equipe do SAMU foi acionada e confirmou o óbito. Em seguida, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) foi acionado para perícia e recolhimento do corpo.

Só o laudo do ITEP vai confirmar o que causou a morte do detento.

Em julho de 2016, Paulo Wescley Dantas foi preso em Mossoró após furtar escovas de dentes de um supermercado. 

Veja entrevista com o diretor da Cadeia Pública, José Fernandes:

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário