19 FEV 2019 | ATUALIZADO 19:18
POLÍCIA

Família do Ceará pede ajuda para encontrar jovem desaparecido na região de Mossoró

João Natanael, de 19 anos, teria sofrido um acidente nas imediações da cidade de Baraúna, na manhã do sábado, 6. Ele mora em Russas, no Ceará. Família está desesperada
Da redação
08/10/2018 07:01
Atualizado
14/12/2018 03:43
A+   A-  
Família do Ceará pede ajuda para encontrar jovem desaparecido na região de Mossoró
A família do universitário João Natanael de Oliveira Xavier, de 19 anos, pede ajuda da população para encontrar o jovem que está desaparecido desde sexta-feira, dia 5 de outubro. O jovem mora na localidade de Jardim de São José, na zona rural de Russas, no Ceará, e saiu de casa dizendo que iria para uma festa na mesma cidade. No entanto, foi visto saindo em direção ao Rio Grande do Norte.

O jovem foi visto pela última vez na manhã do sábado, 6, próximo a uma padaria no Centro de Baraúna, região Oeste potiguar. Ele estaria desorientado. Inclusive, foi flagrado por câmeras de segurança de estabelecimentos da cidade. 

O carro dele foi encontrado carbonizado no sábado, 6, perto da fábrica de cimento Mizu no município potiguar. Num contorno, ele teria perdido o controle, passado pelo meio fio, derrubado uma cerca e invadido uma propriedade e em seguida pegou fogo.

Os pertences do jovem também foram queimados, inclusive o celular. Ele teria sido visto passando a pé pelo Centro de Baraúna.

A família informou que já realizou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil. A família relatou ao MOSSORÓ HOJE que o jovem não tem sinais de depressão e pretendia cursar Engenharia em Fortaleza/CE. Havia algum tempo que não bebia nem saía de casa para festas. Ele trabalhava no supermercado do pai e com um amigo numa madeireira. Saiu de casa com R$ 500 e no carro que ganhou de presente. Estava sozinho. Não tinha namorada e morava com os pais e a irmã na cidade cearense.

Familiares pedem que quem tiver informações a respeito de Natanael entre em contato pelos telefones:

084 – 99639 3983, falar com Francisco.
085 – 99627 3588
088 – 3409 1036

Informações também podem ser repassadas pelo 190 (Polícia Militar) ou 181 (Polícia Civil).

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário