13 ABR 2024 | ATUALIZADO 13:43
ECONOMIA
Josemário Alves
12/08/2015 13:54
Atualizado
12/12/2018 22:31

RN Sustentável prevê investir R$ 180 mi até o fim do ano

A+   A-  
Programa é um projeto multissetorial integrado que tem como meta contribuir com as mudanças no cenário socioeconômico do Rio Grande do Norte.
Imagem 1 -  RN Sustentável prevê investir R$ 180 mi até o fim do ano
João Vital / RN Sustentável

O programa RN Sustentável deverá investir até o final de 2015, cerca de R$ 180 milhões em projetos socioambientais e de fortalecimento da agricultura familiar.

Lançado em 2013, o programa está no seu segundo ano e visa contribuir para os esforços do Estado em aumentar a segurança alimentar, acesso à infraestrutura produtiva, serviços da educação, da saúde e da segurança pública.

A gerente do RN Sustentável, Ana Guedes, conversou com o MOSSORÓ HOJE e detalhou onde serão investidos os recursos assegurados pelo programa.

“Nós lançamos o edital de registro sanitário, que é um edital de R$ 90 milhões voltados para o fortalecimento das agroindústrias da agricultura familiar. Nós estamos contratando todas as empresas de assistência técnicas para elaborar os projetos selecionados no final do ano passado, e daqui a dois ou três meses, lançaremos outro edital de projetos socioambientais com volume de recursos na ordem de R$ 40 milhões”, contou.

Ana destaca que, até o final do ano, um terceiro edital será lançado. Este atenderá, especificamente, mais de 100 projetos de mercado da agricultura familiar.

“Daqui para o final do ano, será lançado outro edital com 130 projetos de acesso ao mercado da Secretaria de Agricultura, em torno de R$ 50 milhões”, destacou.

O RN Sustentável é um projeto multissetorial integrado que tem como meta contribuir com as mudanças no cenário socioeconômico do Rio Grande do Norte. Financiado pelo Banco Mundial, o mesmo deverá estender-se até 2018.

(Foto: Valéria Lima)

“Nós temos até o final de 2018 e começo de 2019 a execução do programa, com diversas ações caminhando a todo vapor em várias áreas. Ainda temos bastante recursos para destinar, principalmente, à agricultura familiar no Rio Grande do Norte”, finalizou a gerente Ana Guedes.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário