22 FEV 2019 | ATUALIZADO 23:38
ESTADO

Em nota, Sesap desmente informações falsas que circulam em redes sociais

A Sesap esclarece que nenhum plantão eventual foi ou será retirado de uma escala sem que haja uma prévia avaliação, feita com critérios técnicos, da sua necessidade para o serviço
DA REDAÇÃO
08/02/2019 14:56
Atualizado
08/02/2019 15:10
A+   A-  
Em nota, Sesap desmente informações falsas que circulam em redes sociais
Informações falsas e ofensivas vem sendo divulgadas em redes sociais, tratando da gestão de recursos humanos no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró
Arquivo

Informações falsas e ofensivas vem sendo divulgadas em redes sociais, tratando da gestão de recursos humanos no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró.

A Sesap esclarece que nenhum plantão eventual foi ou será retirado de uma escala sem que haja uma prévia avaliação, feita com critérios técnicos, da sua necessidade para o serviço. A secretaria está trabalhando de forma responsável e em parceria com os gestores das unidades.

Para isso foi criada uma comissão, composta por técnicos da Coordenadoria de Hospitais e Unidades de Referência (Cohur) e setor de Dimensionamento da Coordenação de Recursos Humanos. Essa comissão está convidando individualmente os gestores de cada unidade da Sesap para discutir as suas escalas de plantões, atitude que demonstra racionalização do dinheiro público e respeito aos trabalhadores da Saúde.

O Governo do Estado passa por uma situação de crise financeira, o que não permite pagamento de hora-extra (plantão eventual) sem que seja de extrema necessidade ao serviço. O plantão eventual tem sido, ao longo dos anos, implantado em unidades sem o devido critério técnico, compromentendo setores que necessitam das horas extras, sobrecarregando servidores e comprometendo serviços.

A ação agora realizada pela Sesap deveria contar com o apoio dos sindicatos, pois corrigirá desigualdades histórias em relação à concessão dos plantões eventuais.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário