23 ABR 2019 | ATUALIZADO 23:37
POLÍCIA

Por controle das Malvinas, menor vai matar vigilante e morre na troca de tiros

Vigilante já havia saído do bairro devido as ameaças, mas este sábado ele voltou para limpar a casa e foi atacado pelos bandidos que controlam o bairro; Mesmo baleado, conseguiu reagir baleando um de seus agressores
14/04/2019 10:30
Atualizado
15/04/2019 11:49
A+   A-  
Por controle das Malvinas, menor vai matar vigilante e morre na troca de tiros
Adolescente foi baleado quando teria tentado matar o vigilante e morreu na mesa de cirurgia do HRTM

A região do bairro Dom Jaime Câmara, assim como os bairros Belo Horizonte, Ouro Negro, Santa Helena, Favela do Fio, Planalto 13 de Maio e Pirrichil, está controlada por criminosos. 

E foi nesta guerra entre bandidos e a sociedade que o adolescente Ricardo Augusto da Silva, de 17 anos, residente à rua Creuza da Silva, morreu no final da manhã deste sábado (13).

Segundo a polícia, o adolescente e outros “moradores” do bairro foram até a casa do vigilante Cristóvão Bezerra da Silva, de 40 anos, para mata-lo. No local, o vigilante reagiu.

Na troca de tiros, o vigilante ainda sofreu um tiro de raspão na cabeça e braço. O adolescente Ricardo Augusto foi socorrido, mas não resistiu. Morreu na mesa de cirurgia.

O vigilante foi levado para o Hospital pela viatura da Polícia Ambiental, deixando seu carro no local. Os bandidos aliados do adolescente voltaram lá e atearam fogo no veículo.

A história, segundo apurou O Câmera

O vigilante Cristóvão Bezerra mora no bairro Dom Jaime Câmara e, para evitar atrito com os bandidos que controlam a região, havia se mudado para o bairro Aeroporto II.

Na manhã deste sábado, ele teria ido a casa no Dom Jaime Câmara, no seu carro, para limpar. Neste momento, ele foi cercado pelos criminosos que dominam o bairro.

O primeiro tiro pegou de raspão na cabeça do vigilante e o segundo no braço. O vigilante, que tem treinamento para usar arma, sacou sua arma e abriu fogo, acertando o adolescente.

Confrontos no Dom Jaime Câmara.

Já foram registrados vários confrontos no Dom Jaime Câmara, com diversas mortes. O que causou a maior repercussão foi o que teve como vitima o menino Caleb e a menina Geane.

Veja mais AQUI.




Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário