23 JUL 2019 | ATUALIZADO 09:01
MOSSORÓ

Professora de Mossoró desenvolve projeto sobre combate a Fake News

Stella Sâmia, professora das escolas estaduais Lavoisier Maia e Cônego Estevam Dantas, e mestranda em Letras pela UERN, viu a oportunidade de trabalhar, junto aos alunos do ensino fundamental, o tema que vem sendo tão debatido no atual contexto da sociedade. A professora contará com a parceria de alunos do curso de Jornalismo da UERN.
ANNA PAULA BRITO
17/04/2019 12:56
Atualizado
17/04/2019 12:56
A+   A-  
Professora de Mossoró desenvolve projeto sobre combate a Fake News
Segundo Stella, a ideia sugiu ao perceber, em sala de aula, que os seus alunos se deixavam levar facilmente por notícias falsas que chegavam até eles.
FOTO: REPRODUÇÃO

Em tempos de fake news circulando, principalmente, pela internet, a professora mossoroense, Stella Sâmia, decidiu realizar um projeto que ajude os alunos a identificarem melhor essas notícias maliciosas.

Com o tema ‘É fake? Tô fora’, o projeto será realizados em duas escolas públicas de Mossoró, Escola Estadual Dr° Lavoisier Maia e Escola Escola Cônego Estevam Dantas. Serão envolvidos 78 alunos, de 14 a 17 anos, do 9° ano do ensino fundamental.

Segundo Stella, a ideia surgiu ao perceber, em sala de aula, que os seus alunos se deixavam levar facilmente por notícias falsas que chegavam até eles.

“A ideia surgiu na própria vivência de sala de aula com os alunos. Ao perceber o quanto eles comentam e facilmente são influenciados por temas que, muitas vezes, não são verídicos, mas que circulam, diariamente, seja nas redes sociais, seja nos grupos de WhatsApp”, explicou.

A professora explicou que Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino fundamental já trás essa prerrogativa de preparar o aluno para identificar textos que contenham inverdades.

Stella, que está cursando mestrado em Letras, na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), enxergou a oportunidade de trabalhar de forma mais ampla o tema das fakes news, colaborando com a sua dissertação, que será uma intervenção na sala de aula, buscando resolver um problema existente.

Para a realização desse trabalho a professora conta com a parceria do curso de Jornalismo da UERN, através do professor Mestre Esdras Marchezan. Para isto, 7 alunos do curso, orientados por Esdras, irão ministrar oficinas para os alunos, junto com os demais membro do projeto.

“A participação dos alunos de Jornalismo é importante do ponto de vista do contato deles com uma ação junto a estudantes da rede pública de ensino, no tocante à formação e qualificação destes alunos em relação ao combate à proliferação de notícias falsas. É sempre importante manter a universidade em atuação e contato direto com a comunidade”, explicou o professor Esdras.

Para Stella a parceria com a universidade será de extrema importância, visto que possibilitará aos alunos a oportunidade de aprenderem com um profissional e estudantes do jornalismo.

“Para realizar qualquer ação mais efetiva precisamos estabelecer parcerias e, na Educação brasileira, arrisco dizer que essa necessidade é ainda maior, visto todas as nossas necessidades já tão conhecidas por toda a sociedade”, concluiu.

‘É FAKE? TÔ FORA’

Stella contou que o projeto será lançado, oficialmente, nesta quarta-feira (17), no auditório do SESC Mossoró, às 14h. A empresa também abraçou o trabalho e cedeu o seu espaço para a atividade de lançamento.

O projeto será realizado através de 8 oficinas, sendo 4 em cada escola, que abordarão desde o gênero notícia, passando pelas características das fakes, produção de manuais de checagem, até a implantação da Rede Escolar de Checadores.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário