24 ABR 2024 | ATUALIZADO 18:39
ECONOMIA
Por Josemário Alves
27/08/2015 06:37
Atualizado
13/12/2018 04:45

Com desemprego em alta, deputados discutem alternativas para o RN

A+   A-  
Segundo Márcia Maia, é preciso discutir alternativas para promoção da economia em outros segmentos, como por exemplo, o setor de serviços.
Imagem 1 -  Com desemprego em alta, deputados discutem alternativas para o RN
Arquivo / Agência Brasil

Após divulgação de pesquisa, que mostrou os altos índices desemprego no Brasil, os deputados estaduais do Rio Grande do Norte discutiram, em assembleia, alternativas para combater o desemprego no Estado.

O RN ficou em terceira colocação no ranking nacional das piores taxas do país. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, 11,6% dos potiguares estão desempregados.

Durante debate, a deputada Márcia Maia (PSB) disse que é preciso discutir alternativas para promoção da economia em outros segmentos, como por exemplo, o setor de serviços. Para ela, uma das lutas importantes é a atração do Hub da LATAM.

“Com o Hub, há a previsão de cerca de 10 mil novas vagas de emprego para o Rio Grande do Norte. A interiorização do Turismo também é algo que precisa ganhar força em nosso estado. O que o RN atualmente carece é de divulgação dos destinos do interior. Um setor que tem crescido e que precisa ter uma atenção especial é o segmento ligado às novas tecnologias”, destacou Márcia.

Em outras ocasiões na Assembleia Legislativa, o parlamentar Hermano Morais (PMDB) já tinha alertado para o Hub da LATAM como forma de impulsionar a economia do Estado.

O deputado Souza Neto (PHS) fez um apelo para que seja apreciado com urgência, pela Assembleia, um Projeto de Lei, enviado pelo Governo do Estado, para prorrogação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (PROADI), para que assim não haja perdas de novas vagas de trabalho.

Nos sete primeiros meses de 2015, segundo levantamento, o RN perdeu mais de 10 mil postos de trabalho com carteira assinada.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário