21 SET 2019 | ATUALIZADO 14:25
VARIEDADES

Cãozinho abandonado vira mascote de Delegacia no interior da Bahia

O rápido acolhimento é essencial para a sobrevivência dos animais de rua, alerta Médica Veterinária
09/09/2019 15:04
Atualizado
10/09/2019 16:18
A+   A-  
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO/ILUSTRAÇÃO

Cerca de 139,3 milhões de animais no Brasil tiveram a felicidade de encontrar um lar, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualizados pelo Instituto Pet Brasil, no ano passado.

Porém, em uma contraditória realidade, muitos animais ainda vivem abandonados à espera de adoção.

Nesse contexto, o destino do cachorro Cartucho, sem raça definida (SRD), hoje com oito meses de vida, poderia ter sido trágico, pois ele foi deixado à porta de uma moradora do município de Itaparica, na Bahia, que ligou para o delegado titular da 19 DP, Artur Guimarães.

Muito bem acolhido, agora Cartucho luta para se recuperar de uma leptospirose. Ele chegou, no começo desse mês de setembro, na clínica Planeta Animal, em Salvador, onde comoveu a equipe de veterinários.


RESGATE

De acordo com a veterinária Gabriela, os cuidados com brevidade são fundamentais para a sobrevivência de animais, principalmente em estado grave.

A profissional explica, ainda, que cerca de 15% dos atendimentos realizados nas três unidades da clínica Planeta Animal na capital baiana, em 2018, foram de casos de emergências.

“Quanto mais rápido for o atendimento, maiores as chances de manter o animal vivo. A recomendação é que os tutores encaminhem seu pet para o hospital veterinário imediatamente em situações como essa”, reforça Gabriela.


BOA RECUPERAÇÃO

A torcida pela saúde do mascote da 19ª DP de Itaparica é grande, tanto que funcionários do local fizeram uma vaquinha para ajudar no tratamento do animalzinho que também contou com a solidariedade da equipe da clínica Planeta Animal.

“Ele está resistindo a esse desafio e tem grandes chances de voltar à vida normal. Conhecer a história de Cartucho nos move. Somos 10 veterinários aqui na clínica e todo mundo cuida dele. Essa melhora é validada a todos”, afirma a médica veterinária Gabriela Azevedo.

“Ele é um cachorro muito inteligente, companheiro e já atendia a alguns comandos como o de sentar. Ele é um verdadeiro guerreiro”, comemora o delegado Artur Guimarães, um dos responsáveis por acolher, inicialmente, o filhote.


DIA DO VETERINÁRIO

O Dia do Médico Veterinário é comemorado anualmente no dia 9 de setembro, data que celebra a ação dos profissionais responsáveis por cuidar da saúde dos animais. Foi nesta mesma data, do ano de 1933, que o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, assinou o Decreto Lei nº 23.133, que regularizou a profissão e o ensino da medicina veterinária no país.


Notas

Unicursos 2019

Publicidades

Unicursos em Mossoró MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário