09 DEZ 2019 | ATUALIZADO 18:16
SAÚDE

Segundo OMS, 90% dos casos de AVC podem ser evitados com mudança de hábitos

Comum entre os homens, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como umas das principais doenças cardiovasculares que causa morte, incapacitação e internações em todo o mundo.
11/11/2019 09:43
Atualizado
11/11/2019 10:21
A+   A-  
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Comum entre os homens, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como umas das principais doenças cardiovasculares que causa morte, incapacitação e internações em todo o mundo.

Ele acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que fica sem circulação sanguínea.

Conforme a Organização Mundial em AVC, a cada ano, 13,7 milhões de pessoas têm um AVC no mundo, 5,5 milhões morrem, e atualmente, existem 80 milhões de sobreviventes da doença.

De acordo com a neurologista do Hapvida, Drª Cintia Melo, “quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento, maiores serão as chances de recuperação completa”. Fique atento aos sintomas:

- Perda de força súbita e/ou dormência súbita de um braço e/ou perna e/ou face, especialmente em metade do corpo;

- Dificuldade de falar ou entender a fala;

- Tontura (rotatória associada à falta de equilíbrio, falta de coordenação);

- Alterações visuais súbitas em um olho, nos dois olhos ou na metade de cada olho;

- Dor de cabeça súbita e intensa, diferente do habitual.

Segundo a médica, 90% dos casos podem ser evitados com “o controle da hipertensão, do colesterol, do peso. A prática se atividade física regularmente, uma alimentação saudável (rica em frutas e vegetais e redução de alimentos processados)”.

Outros fatores que contribuem para o surgimento da doença é o tabagismo, o consumo de álcool, problemas cardíacos, diabetes, estresse e depressão.

Existem dois tipos de AVC: O hemorrágico - causado pela ruptura de um vaso sanguíneo. E o isquêmico - causado pelo bloqueio de um vaso sanguíneo. Quanto antes a pessoa for atendida, menor o risco de sequelas.


Notas

Ambiental do Brasil

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário