08 ABR 2020 | ATUALIZADO 11:40
EDUCAÇÃO
16/03/2020 09:18
Atualizado
17/03/2020 16:20

Universidades do RN informam providências sobre o novo coronavírus

A+   A-  
A UERN decidiu pela suspensão das aulas pelo período de 30 dias, a partir deste domingo (15). Já a UFRN vai manter as atividades. Na instituição, foi montado um comitê com especialistas para monitorar a doença e passar informações à comunidade acadêmica. Quanto a UFERSA, um comitê também deve ser instituído nesta segunda-feira (16), mas a discussão sobre a suspensão, ou não, das atividades, só deve acontecer nesta terça-feira (17).
Imagem 1 -  Universidades do RN informam providências sobre o novo coronavírus. UERN decidiu pela suspensão das aulas pelo período de 30 dias, a partir deste domingo (15). UFRN criou um comitê para monitorar a doença e vai manter as atividades. Já a UFERSA, também vai instalar um comitê, mas só vai discutir sobre a suspensão, ou não, das atividades, nesta terça-feira (17).
Universidades do RN informam providências sobre o novo coronavírus. UERN decidiu pela suspensão das aulas pelo período de 30 dias, a partir deste domingo (15). UFRN criou um comitê para monitorar a doença e vai manter as atividades. Já a UFERSA, também vai instalar um comitê, mas só vai discutir sobre a suspensão, ou não, das atividades, nesta terça-feira (17).
FOTO: REPRODUÇÃO

Por meio de nota, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido informou que está em diálogo com as demais instituições públicas de ensino superior, por meio do Fórum de Reitores do RN, desde a semana passada, com o intuito de subsidiar decisões em conjunto.

Neste domingo (15), após o decreto Nº 29.512 do Governo do Estado, que dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus (COVID-19) no âmbito do Poder Executivo Estadual, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) decidiu pela suspensão das aulas presenciais pelo prazo de 30 dias.

“Um dos nossos principais objetivos é garantir a proteção dos nossos estudantes, servidores e comunidade em geral, neste momento em que precisamos colaborar com esta questão de saúde pública mundial”, declarou Fátima Raquel, que é enfermeira e atua no sistema de saúde pública.

Já Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) criou um comitê e decidiu manter as atividades acadêmicas. A UFRN não tem registro de casos entre sua comunidade e o comitê recomendou que as atividades devem seguir normalmente.

O Comitê divulgou um vídeo com orientações que devem ser seguidas. Veja AQUI.

Nos comentários do vídeo, pessoas criticaram a decisão da universidade. “Absurdo. Muita gente que viajou tá indo pra aula. Não podemos confiar no bom senso das pessoas, pelo amor de deus”, disse Fred Lima.

Em um outro comentário, Rita de Lourdes Lima classificou a decisão como irresponsável. “Acho uma irresponsabilidade a UFRN manter as atividades normalmente. Muita gente na UFRN viajou para fora do país ou para regiões onde o vírus circulou...UERN, UFPE e outras universidades já suspenderam as atividades, mas a UFRN, como sempre, quer passar a

Quanto a UFERSA, a instituição informou que na sexta-feira (13), a gestão da Universidade teve reunião com professores do curso de medicina decidiu pela instalação do comitê de especialistas da instituição para recomendações e medidas que devem ser tomadas nos próximos dias.

O comitê será instalado nesta segunda-feira (16). A discussão sobre a suspensão das atividades acadêmicas presenciais está marcada para acontecer nesta terça-feira (17), durante a 3º reunião ordinária da CONSEPE


Notas

Brinds

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário