08 AGO 2020 | ATUALIZADO 20:10
ESTADO
07/07/2020 18:03
Atualizado
07/07/2020 18:09

“Um misto de surpresa e decepção” dizem entidades sobre suspensão de atividades

A+   A-  
Em nota conjunta, as Entidades do Comércio do Rio Grande lamentaram a decisão do Governo do Estado de suspender o plano de retomada gradual da economia, anunciada nesta terça-feira (7). Afirmaram que nutrem a esperança de que a decisão do governo seja revista o quanto antes.
Imagem 1 -
FOTO: ADRIANO ABREU

As Entidades do Comércio do Rio Grande do Norte emitiram uma nota conjunta onde dizem estar surpresas e decepcionadas com suspensão da retomada gradual da atividade econômica pelo Governo do Estado.

“Foi com um misto de surpresa e decepção que as entidades abaixo assinadas receberam, nesta terça, 7, a notícia de que o Plano de Retomada Gradual da Economia será interrompido pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte. Além de pensar e elaborar protocolos que pudessem promover uma reabertura gradual, segura e responsável, as entidades empresariais vêm desenvolvendo um trabalho sério e forte de conscientização dos empresários e dos seus colaboradores, podendo afirmar que este retorno vem se dando da maneira mais segura possível”, diz a nota.

As entidades criticaram o que chamaram de “retrocesso” e afirmaram que não há dados que indiquem que houve piora na situação da Covid-19 no desde que a retomada das atividades foi iniciada, em 1º de julho.

Citaram como exemplo a Taxa de Transmissibilidade, que caiu de 1,45 para 0,94, e o índice de Isolamento Social, que passou de 50% pela primeira vez no domingo (6).

Entretanto, a taxa de ocupação de leitos, apesar de ter apresentado uma leve queda, segue acima dos 80% estabelecidos no decreto estadual para que fosse possível dar continuidade à retomada das atividades.

Na nota, as entidades ainda parabenizam a Prefeitura de Natal, que manteve o decreto municipal e seguiu com a reabertura das economia.

Nesta tarde, a prefeitura de Mossoró também anunciou que manteria o decreto municipal, permitindo que novas atividades sejam retomadas a partir desta quarta-feira (8) no município.

A nota conjunta foi assinada pela Fecomércio RN, FCDL RN, Facern, Associação Comercial do RN, CDL Natal, CDL Jovem Natal, AEBA, Associação Viva o Centro e Sindilojas RN.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário