12 AGO 2020 | ATUALIZADO 22:24
ECONOMIA
20/07/2020 18:39
Atualizado
20/07/2020 18:42

Implantação de novo projeto em energia eólica vai gerar 1.500 empregos no RN

A+   A-  
O grupo Casa dos Ventos obteve a aprovação do financiamento de R$ 208 milhões pelo BNDES para a instalação do parque no Complexo Eólico Rio do Vento, atualmente em construção. O parque eólico Ventos de Santa Martina 14 terá capacidade para gerar 63 megawatts, com previsão para começar a operar dentro de um ano e manutenção de 200 postos de trabalhos fixos após a implantação.
Imagem 1 -  Implantação de novo projeto em energia eólica vai gerar 1.500 empregos no RN. O grupo Casa dos Ventos obteve a aprovação do financiamento de R$ 208 milhões pelo BNDES para a instalação do parque no Complexo Eólico Rio do Vento, atualmente em construção. O parque eólico Ventos de Santa Martina 14 terá capacidade para gerar 63 megawatts, com previsão para começar a operar dentro de um ano e manutenção de 200 postos de trabalhos fixos após a implantação.
Implantação de novo projeto em energia eólica vai gerar 1.500 empregos no RN. O grupo Casa dos Ventos obteve a aprovação do financiamento de R$ 208 milhões pelo BNDES para a instalação do parque no Complexo Eólico Rio do Vento, atualmente em construção. O parque eólico Ventos de Santa Martina 14 terá capacidade para gerar 63 megawatts, com previsão para começar a operar dentro de um ano e manutenção de 200 postos de trabalhos fixos após a implantação.
FOTO: DANIEL HERRERA/SEDEC

A implantação de um novo projeto em energia eólica para o Mercado Livre irá gerar 1.500 empregos nos municípios de Caiçara do Rio do Vento e Riachuelo.

O parque eólico do grupo Casa dos Ventos obteve a aprovação do financiamento de R$ 208 milhões pelo BNDES para a instalação do parque no Complexo Eólico Rio do Vento, atualmente em construção.

O secretário de desenvolvimento econômico Silvio Torquato destacou a importância da nova modalidade na comercialização de energia eólica, que chega ao Rio Grande do Norte a partir deste projeto sem a obrigatoriedade de investimentos da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“É um amadurecimento do setor eólico no RN. Primeiro chegaram os parques que participaram dos leilões da Aneel, e agora estão sendo construídos parques eólicos destinados à produção de energia para comercializada no Mercado Livre. Esse crescimento é muito importante porque não é necessária regulamentação da Aneel”, explicou.

O financiamento do BNDES contempla as obras de implantação e a aquisição de equipamentos nacionais.

O parque eólico Ventos de Santa Martina 14 terá capacidade para gerar 63 megawatts, com previsão para começar a operar dentro de um ano e manutenção de 200 postos de trabalhos fixos após a implantação.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário