03 AGO 2020 | ATUALIZADO 18:30
EDUCAÇÃO
30/07/2020 11:32
Atualizado
30/07/2020 15:04

UERN vai conceder Título de Dr. Honoris Causa ao professor Luiz di Souza

A+   A-  
O professor faleceu no dia 28 de março de 2020, aos 61 anos, sendo a primeira vítima de Covid-19 registrada no Estado. Ao indicá-lo para receber a homenagem, o reitor Pedro Fernandes destacou a dedicação de Luiz à Universidade, à Ciência e a seus alunos. “Luiz foi um gigante”, disse.
Imagem 1 -  UERN vai conceder Título de Dr. Honoris Causa ao professor Luiz di Souza. O professor faleceu no dia 28 de março de 2020, aos 61 anos, sendo a primeira vítima de Covid-19 registrada no Estado. Ao indicá-lo para receber a homenagem, o reitor Pedro Fernandes destacou a dedicação de Luiz à Universidade, à Ciência e a seus alunos. “Luiz foi um gigante”, disse.
UERN vai conceder Título de Dr. Honoris Causa ao professor Luiz di Souza. O professor faleceu no dia 28 de março de 2020, aos 61 anos, sendo a primeira vítima de Covid-19 registrada no Estado. Ao indicá-lo para receber a homenagem, o reitor Pedro Fernandes destacou a dedicação de Luiz à Universidade, à Ciência e a seus alunos. “Luiz foi um gigante”, disse.
FOTO: REPRODUÇÃO

O professor Luiz di Souza, primeira vítima fatal da Covid 19 no Rio Grande do Norte, será homenageado pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) com o Título Honorífico “Doutor Honoris Causa“.

A decisão foi tomada em reunião do Conselho Universitário (Consuni) realizada na terça-feira (28), através da Plataforma Google Meet.

Durante mais de 20 anos, o professor Luiz Di Souza dedicou-se ao ensino superior na UERN, contribuindo com a graduação, iniciação científica, extensão e pós-graduação. Entre seus projetos, destaca-se o grupo Fanáticos da Química, que utiliza a linguagem lúdica na popularização da Ciência.

Luiz Di Souza era lotado no Departamento de Química e fazia parte do corpo efetivo do Programa de Pós-graduação em Ciências Naturais (PPGCN/UERN).

Tinha graduação em Engenharia Industrial Química pela Faculdade de Engenharia Química de Lorena (1987), mestrado (1992) e doutorado (1996) em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade Federal de São Carlos e pós-doutorado em catalise bioquímica pela EEL-USP.

O professor Luiz Di Souza faleceu no dia 28 de março de 2020, aos 61 anos, sendo a primeira vítima de Covid-19 registrada no Rio Grande do Norte.

Veja mais:

Professor da UERN é a primeira vítima fatal do coronavirus no RN


A indicação para a homenagem partiu do Gabinete da Reitoria. Em sua defesa, o reitor Pedro Fernandes destacou a dedicação de Luiz à Universidade, à Ciência e a seus alunos.

“Luiz foi um gigante. Sua vaidade era publicar, trabalhar, ensinar, ajudar e orientar seus alunos. Já fazia experimentos e publicava suas pesquisas em uma época em que não tínhamos um só reagente. Seu trabalho extrapolou a Universidade, que rende suas homenagens a este grande educador”, afirmou o reitor em meio à emoção da votação do nome do professor para a concessão do título.

O diretor da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais, Lima Júnior, também foi tomado pela emoção, assim como outros professores e técnicos administrativos que conviveram com o professor Luiz di Souza. Para Lima, uma homenagem cheia de simbolismo neste ano, marcado pela tragédia da pandemia do novo coronavírus.

“O professor Luiz tem um histórico impactante tanto na pesquisa, como no ensino à arte, no seu papel como professor e como pessoa. Ele tinha sido indicado em várias categorias, por outras unidades, e os colegas reconheceram a necessidade e a importância de homenageá-lo neste ano. Ficamos muito felizes e emocionados com esta homenagem”, afirmou.


Notas

Convite Missa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário