18 JAN 2021 | ATUALIZADO 20:20
POLÍTICA
CEZAR ALVES
21/08/2020 15:18
Atualizado
21/08/2020 16:34

[OPINIÃO] Allyson lidera na oposição e Rosalba aparece estagnada na Pesquisa da Difusora

A+   A-  
A pesquisa contratada pela Difusora de Mossoró, sobre o quadro sucessório, mostrou o quanto o mossoroense está insatisfeito com Rosalba Ciarlini, que já vem de uma gestão desastrosa no Governo do Estado. Repetiu em sua terra natal e acumula rejeição.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO/DIFUSORA

A pesquisa contratada pela Difusora de Mossoró, sobre o quadro sucessório, mostrou o quanto o mossoroense está insatisfeito com Rosalba Ciarlini, que já vem de uma gestão desastrosa no Governo do Estado. Repetiu em sua terra natal e acumula rejeição, em função dos estragos que está deixando na educação, na saúde, na infra-estrutura como um todo da cidade.

Estagnou.

O levantamento mostra que o eleitor está cansado de políticos passados na casca do alho e está pré-disposto a votar num nome novo, com disposição e projetos, mesmo que em sonhos, pelo bem coletivo em Mossoró. Entre os nomes da oposição, Allyson Bezerra dispara.

A pesquisa retrata que, com a oposição unida, Rosalba Ciarlini não será reeleita, nem mesmo usando sua tropa de choque nas redes sociais, atacando a reputação de adversários e de jornalistas que não concordam com seu estilo danoso de governar.

Entretanto, se a oposição seguir separada, com Allyson Bezerra seguindo um caminho, Claudia Regina noutra direção, Isolda também, Daniel Sampaio Gutemberg e demais pré-candidatos também seguindo cada um seu caminho, Rosalba Ciarlini continua no poder.

E entre os pré-candidatos da oposição, Allyson Bezerra lidere e tem pouca rejeição. Como é pouco conhecido, principalmente nas regiões norte, oeste e sul de Mossoró, têm amplas chances de crescer, mesmo seguindo só em sua campanha.

Se houver união, a terra abençoada por Santa Luzia muito provavelmente terá uma nova gestão a partir do ano de vem. A família Rosado será substituída por outra de sobrenome a discutir se Bezerra, Regina, Dantas, Sampaio, Dias, Ceição, Shneider, Negreiros, Silva, Lima… por que não?

Um novo governo, seja de qual sobrenome for, terá que ter muito cuidado para não ser vítima de uma campanha de difamação como a que destruiu politicamente ex-prefeito Silveira Júnior no período de 2015 a 2016.

O grupo de Rosalba já mostrou que mesmo fora do poder é capaz de destruir qualquer um, principalmente usando perfis falsos espalhando notícias falsas contra adversários políticos, jornalistas e até religiosos que se discorde de alguma ponto de sua gestão.

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário