30 SET 2020 | ATUALIZADO 18:42
POLÍCIA
26/08/2020 15:40
Atualizado
27/08/2020 00:09

Incêndio queima pneus e barracos na Rua Jeremias da Rocha, em Mossoró

A+   A-  
Fogo começou por volta das 14h numa vegetação seca que existe em um terreno baldio por trás dos barracos, que ficam na Rua Jeremias da Rocha. O foco se alastrou após alcançar alguns pneus e destruiu três barracos; só não causou prejuízos maiores porque os bombeiros conseguiram controlar as chamas a tempo.
Imagem 1 -  Fogo começou por volta das 14 horas numa vegetação seca que existe num terreno baldio por trás dos barracos, que ficam na Rua Jeremias da Rocha, alcançou alguns pneus e destruiu três barracos; só não causou prejuízos maiores porque os bombeiros conseguiram controlar as chamas a tempo.
Fogo começou por volta das 14 horas numa vegetação seca que existe num terreno baldio por trás dos barracos, que ficam na Rua Jeremias da Rocha, alcançou alguns pneus e destruiu três barracos; só não causou prejuízos maiores porque os bombeiros conseguiram controlar as chamas a tempo.

O Corpo de Bombeiros conseguiu conter as chamas de um incêndio que começou por volta das 14h desta quarta-feira (26), numa vegetação seca de um terreno, localizada na Rua Manoel Benício.

Devido ao grande número de pneus jogados no terreno, o fogo se alastrou e avançou até a Rua Jeremias da Rocha, perto do cruzamento com a Rua Delfim Moreira, bairro Santo Antônio, em Mossoró-RN.


Quando o fogo atingiu os pneus velhos ainda no terreno, gerou uma cortina de fumaça escura que pode ser vista de várias partes da cidade de Mossoró. Pelas redes sociais, os leitores do MOSSORÓ HOJE enviaram diversos vídeos e fotos.

Três barracos ficaram totalmente destruídos no incêndio. Nos imóveis, além de muito entulho, também havia pneus empilhados.

No local, o sargento Deivson, do Corpo de Bombeiros, contou ao MOSSORÓ HOJE que não há como precisar como o fogo começou, se naturalmente devido a vegetação seca ou se foi criminoso. Pelo menos 7 casas e alguns pequenos comércios ficaram ameaçadas pelas chamas.

Um dos barracos ameaçados é o de Francisco de Assis, que trabalha de sapateiro no local. Ele conta que, com ajuda dos amigos, conseguiu tirar seu material de trabalho e colocar do outro lado da rua. Ficou observando o trabalho dos Bombeiros.

Para conter as chamas na vegetação, os bombeiros usaram 6 mil litros de água, sendo necessário reabastecer o caminhão tanque na base. Os bombeiros relataram que o outro caminhão tanque havia saído para apagar outro incêndio.

Para facilitar o trabalho, o trânsito ficou fechado na Rua Jeremias da Rocha e livre nas ruas Afonso Pena, Manoel Benício e Delfim Moreira. A violência das chamas chamou atenção de muitos curiosos, de vários locais da cidade e veículos de comunicação.

A equipe da COSERN também foi acionada ao local, para desligar a rede elétrica da região, caso os bombeiros não conseguissem evitar que o fogo chegasse às casas.

Estes pneus foram retirados pelos bombeiros.

Quando o caminhão tanque que havia saído para reabastecer voltou, o fogo, que estava praticamente controlado, já havia ganhado forma normalmente e atingido um barracos com os pneus.

Os bombeiros ainda conseguiram remover muitos destes pneus, evitando uma tragédia maior. Após conter as chamas, os bombeiros resfriaram as paredes e teto dos barracos para evitar que o fogo se espalhasse pelo quarteirão. O incêndio foi contido por volta das 17h.

Os moradores de edifícios próximos reclamaram da fumaça. O Bombeiro Moésio Marinho, em contato com o MOSSORÓ HOJE, disse que esta fumaça iria permanecer por mais algumas horas, devido aos pneus. A empresa Vale Norte enviou máquinas para remover os entulhos.

Para o Corpo de Bombeiros, o incêndio na Jeremias da Rocha serve de alerta para os moradores da cidade que tem vegetação nos quintais. É preciso limpar para não atrair ratos, cobras e outros animais peçonhentos. No caso, o risco é maior agora devido a possibilidade de pegar fogo.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário