30 SET 2020 | ATUALIZADO 18:42
ESTADO
16/09/2020 18:23
Atualizado
16/09/2020 18:23

‘Aglomerações em convenções partidárias são exemplos inadequados em tempos de pandemia’

A+   A-  
O secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, lembrou que é preciso seguir o lema ‘Eleições sem aglomerações’. “Temos decretos que regulamentam normas e os candidatos devem servir de exemplo”, disse.
Imagem 1 -
FOTO: ELISA ELSIE

Em entrevista coletiva para apresentação dos dados epidemiológicos da Covid-19 nesta quarta-feira (16), o secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, lembrou das recentes aglomerações em virtude das convenções partidárias como exemplos inadequados para os tempos de pandemia.

“Devemos seguir o lema ‘Eleições sem aglomerações’. Temos decretos que regulamentam normas e os candidatos devem servir de exemplo”, disse.

Para o secretário, apesar da situação de estabilidade da doença no estado ainda é preciso seguir o distanciamento físico e, principalmente, o uso correto da máscara.

“Mais uma vez repetimos que a pandemia não acabou. Há uma ameaça de um novo surto com o crescimento da transmissibilidade na Europa e nós não podemos relaxar”.

Os dados apresentados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), apontam um total de 65.933 casos confirmados, 30.807 suspeitos e 128.251 descartados. Foram registrados 2.330 óbitos, sendo dois nas últimas 24 horas, e ainda 282 óbitos em investigação.

O número de novos casos nas últimas 24 horas foi de 286. Cipriano lembrou que no auge da pandemia o número de casos chegou a um pico de 1.000 novos registros em um dia.

“A tendência é de declínio, mas a nossa meta é que não registremos nenhum óbito. A população, as autoridades e as instituições devem seguir a retomada com responsabilidade, respeito e cumprimento das normas de segurança”, frisou.

No RN, a taxa de ocupação de leitos está em 42,2%. Por região, a ocupação de leitos é a seguinte: Seridó - 67%, Oeste - 42%, Metropolitana de Natal – 34%, Alto Oeste - 80%, Potengi-Trairi - 18%, Mato Grande e Agreste 33% - todos os leitos Covid disponíveis.

Até o final da manhã desta quarta (16) havia 243 pessoas internadas em leitos críticos e clínicos nas unidades de saúde públicas e privadas.

O índice R(t) - que determina o potencial de propagação do vírus – segundo os dados do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde - LAIS da UFRN, está em 0,87 para o RN como um todo. Porém, essa taxa de transmissibilidade continua acima de 1 nas regiões do Oeste (1,11), Alto Oeste (1,09) e Seridó (1,03). A taxa de isolamento da população está em 36,1%, de acordo com o secretário o número é compatível com o processo de retomada das atividades.

SEGURANÇA DO PACIENTE

Lembrando as datas simbólicas do mês de setembro, o secretário chamou a atenção para o Dia Mundial da Segurança do Paciente, celebrado no próximo dia 17 de setembro.

“Deve ser um tema recorrente em todo o ano para que os profissionais de saúde, pacientes e familiares fiquem atentos, seguindo as regras de biossegurança e as condutas adequadas para o sucesso dos tratamentos”.

O Núcleo Estadual de Segurança do Paciente (NESP/RN) realizou esta semana o 1º Webinário norte-rio-grandense pela Segurança do Paciente, enfatizando a relevância da assistência segura para a melhoria da qualidade dos serviços de saúde e sustentabilidade do Sistema Único de Saúde (SUS).


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário