30 OUT 2020 | ATUALIZADO 19:02
POLÍTICA
26/09/2020 22:16
Atualizado
27/09/2020 10:50

MPE pede que Justiça Eleitoral não conceda registro a Claudia Regina

A+   A-  
Promotor mostrou várias sentenças transitadas em julgado que tira a ex-prefeita do páreo até o dia 7 de outubro; Por outro lado, Claudia Regina (FOTO) tem mãos decisão recente do TSE dizendo que ela pode se candidatar, pois as eleições são em novembro
Imagem 1 -  Promotor mostrou várias sentenças transitadas em julgado que tira a ex-prefeita do páreo até o dia 7 de outubro; Por outro lado, Claudia Regina (FOTO) tem mãos decisão recente do TSE dizendo que ela pode se candidatar, pois as eleições são em novembro
Promotor mostrou várias sentenças transitadas em julgado que tira a ex-prefeita do páreo até o dia 7 de outubro; Por outro lado, Claudia Regina (FOTO) tem mãos decisão recente do TSE dizendo que ela pode se candidatar, pois as eleições são em novembro

O promotor de Justiça eleitoral Romero Marinho Pereira pediu que a Justiça não concedesse, em caráter definitivo, o registro de candidatura da ex-prefeita Claudia Regina, do DEM.

Explica o promotor Romero Marinho, que Claudia Regina foi condenada em função de crimes eleitorais na eleição de 2012 e que a punição 8 anos ainda não foi cumprida.

Para Romero Marinho, esta punição termina no dia 7 de outubro, próximo. E, por tanto, o pedido de registro de candidatura feito esta semana na Justiça Eleitoral deve ser negado.

Na ação movida pelo MPE, cita os processos que Claudia Regina respondeu em 2012, muitos deles em função de erros graves da então governadora Rosalba Ciarlini, que saiu ilesa do caso.

Entretanto, Claudia Regina tem mãos decisão recente do Tribunal Superior Eleitoral apontando que candidatos condenados em 2012 já podem se candidatar na eleição deste ano de 2020.

Isto porque, conforme explicou os ministros do TSE, as eleições não serão realizadas em outubro e sim em novembro, devido a questão da pandemia causada pelo novo coronavirus.

Segue pedido do MPE na íntegra.

Claudia Regina deve aguardar o pedido do Ministério Público Eleitoral chegar a Justiça, ela ser citada para apresentar sua defesa, certamente com a decisão do TSE.

Ao MOSSORO HOJE, Claudia Regina contou um pouco de sua vida e narrou o que deseja para Mossoró.

O que diz a candidata Claudia Regina?

Nota - Cláudia Regina - Ação MPE

É com surpresa que a coligação “Juntos por Mossoró” recebe a notícia de que o Ministério Público Eleitoral - MPE entrou com ação pedindo impugnação de registro de candidatura da democrata Cláudia Regina alegando “suspensão dos direitos políticos”, coincidentemente, à véspera do primeiro dia de campanha eleitoral. 

A decisão julgada no dia primeiro de setembro de 2020 pelo Tribunal Superior Eleitoral – TSE autoriza a candidatura de Cláudia Regina. Neste sentido, a candidata manifesta seu respeito à atuação do Ministério Público, órgão de extrema importância para o exercício da democracia, ao passo que reitera sua plena confiança no exercício da Justiça e no transcurso propositivo da campanha eleitoral à Prefeitura de Mossoró.

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário