26 OUT 2020 | ATUALIZADO 23:16
ESTADO
28/09/2020 17:48
Atualizado
28/09/2020 17:51

RN não registra óbitos por Covid-19 nas últimas 24h; Casos positivos chegam a 68.765

A+   A-  
O estado soma um total de 2.377 óbitos (nenhum nas últimas 24 horas) pela doença e investiga outras 312 mortes; A taxa de ocupação de leitos é de 36%. São 244 pacientes internados em leitos críticos e clínicos, confirmados ou suspeitos com a doença respiratória, em instalações públicas e privadas no estado.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

As informações fornecidas pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), apresentadas nesta segunda-feira (28), mostram que a taxa de ocupação dos leitos covid do Rio Grande do Norte é de 36%.

São 244 pacientes internados em leitos críticos e clínicos, confirmados ou suspeitos com a doença respiratória, em instalações públicas e privadas no estado.

O estado soma um total de 2.377 óbitos (nenhum nas últimas 24 horas) pela doença e investiga outras 312 mortes. A Sesap soma um total de 68.765 casos confirmados da Covid-19, além de 34.861 suspeitos e 140.119 descartados.

Quanto à ocupação dos leitos por Regiões de Saúde, a lotação das unidades está distribuída da seguinte maneira: o Oeste com 48%, apresentando a maior taxa; seguido pelo Alto Oeste com 40%; Trairi/Potengi com 36%; as regiões Metropolitana e do Mato Grande estão com 33%; o Seridó soma 28% dos leitos ocupados; e o Agreste é a única zona do estado que não possui pacientes internados com a doença.

Em relação ao índice R(t) - que determina o potencial de propagação do vírus – segundo os dados do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está em 0,88 para o RN como um todo, valor menor quando comparado ao índice de sexta-feira (25) de 1,09.

Entretanto, mesmo com a queda, a taxa de transmissibilidade está acima e igual a 1,0 em cinco das oito regiões de saúde do estado, o que o secretário de saúde apontou como preocupante.

A taxa de transmissibilidade ficou dividida da seguinte maneira no RN: Mato Grande (1,31), Seridó (1,02), Trairi Potengi (01,15), Oeste (1,00), e RM (1,07), com os valores mais críticos. E as demais regiões apresentando índices um pouco menores: Agreste (0,85), Alto Oeste (0,90) e Vale do Açu (0,99).

Conforme apontava o Regula RN - Sistema de Regulação do Acesso à Assistência em Saúde do estado -, até o meio-dia, havia na fila de espera para leito crítico quatro pacientes (1 na lista e 3 aguardando prestado); mais 7 pessoas aguardavam por um leito clínico; e outras seis esperavam transporte para serem removidos.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário