30 NOV 2020 | ATUALIZADO 07:33
EDUCAÇÃO
09/10/2020 19:26
Atualizado
09/10/2020 19:30

Ordem de serviço para realização de obras da Facs/UERN será assinada nos próximos dias

A+   A-  
A informação foi repassada pelo secretário estadual de infraestrutura, Gustavo Coelho, durante reunião nesta sexta-feira (9), com reitora em exercício da Universidade, Fátima Raquel Morais, e a chefe de gabinete da Reitoria, Cicília Maia; Estudante seguem denunciando a precariedade no prédio onde funciona a faculdade de Medicina da UERN.
Imagem 1 -
FOTO: ANNA PAULA BRITO

O secretário estadual de infraestrutura, Gustavo Coelho, afirmou que nos próximos dias será assinada a ordem de serviço da obra de recuperação estrutural da Faculdade de Ciências da Saúde (Facs), onde funciona o curso de Medicina da Universidade do Estado do Rio grande do Norte.

A informação foi confirmada durante reunião, realizada nesta sexta-feira (9), com a reitora em exercício, Fátima Raquel Morais, e a chefe de gabinete da Reitoria, Cicília Maia. A data da assinatura, no entanto, ainda será confirmada pelo secretário.

Em setembro, a empresa F G CAMPOS MORAIS LTDA – ME, ganhou a licitação aberta pelo governo para execução da obra, que compreende a recuperação da área que se encontra interditada.

O projeto básico foi elaborado pela Secretaria de Infraestrutura (SIN), e está orçado no valor de R$ 582.916,21.

A interdição de parte do prédio, o pátio onde funciona a cantina, aconteceu em março deste ano. Anteriormente, já havia sido interditados o auditório e a secretaria do local.

Na época, o MOSSORÓ HOJE ouviu a reclamação dos estudantes e denunciou a situação. Veja abaixo:

Estudantes denunciam sucateamento da faculdade de Medicina da UERN


Nesta sexta-feira (8) a reportagem do portal voltou a ser procurada por estudantes preocupados com a situação do prédio e que temem que o curso possa ser prejudicado.

Procurada, a UERN informou, por meio de nota, que segue trabalhando junto a SIN, para otimizar todos os processos burocráticos necessários, e viabilizar o início das obras no prédio o quanto antes. Veja nota na íntegra:

“A administração central da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) tem adotado todas as medidas possíveis relacionadas à obtenção de recursos para execução dos serviços de infraestrutura necessários à melhoria das condições da Faculdade de Ciências da Saúde (FACS). Da mesma forma, as demandas acadêmicas apresentadas pelo colegiado da faculdade estão sendo tratadas pelos setores responsáveis, que têm trabalhado para solucionar todos os casos.

Nas ações referentes à melhoria da infraestrutura do prédio da FACS/UERN, a universidade trabalha, em parceria com a Secretaria Estadual de Infraestrutura (SIN), para otimizar todos os processos burocráticos necessários, e viabilizar o início das obras no prédio.

Reafirmamos o compromisso e zelo da instituição com todos os cursos, seguindo a linha de trabalho que tem potencializado e ampliado a qualidade e reconhecimento da qualidade do ensino, pesquisa e extensão realizado pela Uern”.

Ainda sobre a reunião desta sexta-feira (9), a reitora em exercício afirmou que recebeu a notícia com muita alegria, e agradeceu o empenho do secretário para dar celeridade ao processo de recuperação da FACS.

“Nossas tratativas começaram em janeiro, e em outubro, já foi feito todo o processo licitatório e iremos assinar a ordem de serviço para o início da obra. Isso se deve ao trabalho conjunto da UERN e do Governo do Estado, por meio da SIN. Só temos a agradecer pela parceria e continuaremos neste diálogo permanente para superar os entraves estruturais da nossa Universidade”.

Segundo Gustavo Coelho, todo esse processo está sendo feito de forma muito responsável. A expectativa é de que a obra seja concluída em 150 dias, a partir da assinatura da ordem de serviço, no entanto, por se tratar de um serviço de recuperação estrutural, é possível que haja alguma situação mais complexa no decorrer na execução da obra.

Ele também afirmou que a parceria com a UERN não ficará restrita à Facs. “É uma satisfação para nós saber que a parceria com a UERN está sendo muito produtiva e que não ficará por aqui”.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário