18 JAN 2021 | ATUALIZADO 20:20
MOSSORÓ
ANNA PAULA BRITO
15/12/2020 10:25
Atualizado
15/12/2020 10:26

7º Natal Solidário: projeto já está recebendo doações para famílias carentes

A+   A-  
O projeto, que consiste na arrecadação de brinquedos e alimentos que serão doados a crianças e famílias de comunidades de Mossoró e região, é promovido por agentes de segurança pública, com o apoio da sociedade. Este ano, devido a pandemia da Covid-19, a campanha sofreu um pequeno atraso, mas os organizadores lembram da importância de doar em um momento em que o mundo enfrenta uma grande crise e as pessoas estão ainda mais necessitadas de alimentos, alegria e esperança.
Imagem 1 -
FOTO: CEDIDA

O Projeto Natal Solidário, desenvolvido por agentes de segurança pública, com o apoio da sociedade, chega ao seu 7º ano. A iniciativa visa arrecadar doações de alimentos e brinquedos, que serão revertidos às famílias carentes da cidade de Mossoró e região.

Neste ano de 2020 a campanha sofreu um pequeno atraso, devido a pandemia da Covid-19, mas apesar das dificuldades, os organizadores decidiram manter a tradição e levar conforto às famílias nesse momento de crise.

Em 2019, 113 colaboradores fizeram doações monetárias. Com o valor arregaçado, R$ 11.161,50, foi possível comprar 2.697 brinquedos, 4 rolos grandes papel de presente, 40 gorros e 107 cestas básicas.

Os organizadores ainda receberam doações de outros 921 brinquedos e 171 cestas básicas, além de peças de roupas usadas e doces.

Na edição, as doações foram realizadas nas cidades de Mossoró/RN, Baraúna/RN, Pau dos Ferros/RN, Rafael Fernandes/RN, Messias Targino/RN, Rodolfo Fernandes/RN, Carnaubais/RN, Porto do Mangue/RN e Serra do Mel/RN.

Este ano, faltando uma semana para o Natal, a Campanha recebeu a colaboração de 21 pessoas. E, até o momento, arrecadou um total de R$ 1.590 reais.

O idealizador do projeto, o cabo da Polícia Militar do RN, Gutiery Almeida, lembra da importância de doar e fazer o bem a quem mais precisa.

“Sabemos o grande problema financeiro que o mundo está passando, e talvez o Natal solidário não alcance os números do ano passado. Entretanto, AINDA HÁ TEMPO DE DOAR. Se tirarmos um pouquinho do que temos, poderemos ajudar muitas famílias carentes, além de levarmos um pouco de alegria a muitas crianças no natal”, disse.

As doações em dinheiro podem ser realizadas por meio de depósito ou transferência em conta bancária. Já as doações de brinquedos ou alimentos podem ser entregues no ponto de coleta, localizado no Hiper Queiroz do bairro Nova Betânia.

Veja conta para doação:

CONTA PARA DOAÇÃO: BANCO DO BRASIL

TITULAR: JOSÉ GUTIERY A SOUSA

AG:4391-5

CC:66124-4

PIX:[84] 99922-8417

CPF- 060.705.524-31

Outra forma de doar é entrando em contato direto com o Cabo Gutiery Almeida, por meio do contato (84) 99922-8417.


O NATAL SOLIDÁRIO

Gutiery contou ao MOSSORÓ HOJE que o Natal Solidário surgiu em 2014, quando ele teve a ideia e, juntamente com três amigos, conseguiram comprar e doar cerca de 60 brinquedos na cidade de Mossoró.

“Eu tive a ideia de promover essa ação lembrando que certa vez eu ganhei brinquedos através desse tipo de ação, quando eu morava em São Paulo. Eu sou o filho mais velho e, em um natal, mãe estava sem dinheiro naquele ano e ela disse que eu não ia ganhar brinquedos, só os mais novos que iam ganhar, já que eu já entendia. Ela disse que eu esperasse que todo ano vinha as pessoas fazerem uma ação nesse estilo e, naquele ano eu ganhei brinquedo através dessa ação”, contou.

Emocionado, Gutiery disse que naquele momento falou para a mãe que quando ele tivesse condições, ia fazer uma ação igual para levar alegria a outras crianças.

Segundo ele, a ideia era apenas realizar as doações, mas os amigos o convenceram a divulgar a ação, para que a população pudesse tomar conhecimento e, quem sabe, se juntar a campanha no ano seguinte.

Foi justamente o que aconteceu. Em 2015 outros agentes e pessoas da comunidade se sensibilizaram e fizeram doações ao Natal Solidário.

“Graças a Deus vem sendo um sucesso. No segundo ano, em 2015, nós passamos dos 1000 brinquedos e de lá pra cá só vem crescendo”. contou.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário