13 ABR 2021 | ATUALIZADO 18:12
MOSSORÓ
01/03/2021 15:13
Atualizado
01/03/2021 17:26

Educação atuará estrategicamente para evitar a evasão escolar em Mossoró

A+   A-  
As aulas na rede municipal de ensino foram retomadas nesta segunda-feira (1º), de forma remota. Cerca de 19 mil alunos terão aulas nessa modalidade de ensino durante todo o mês de março, como forma de prevenção à Covid-19, considerando o agravamento da pandemia no Rio Grande do Norte.
Imagem 1 -  Educação atuará estrategicamente para evitar a evasão escolar em Mossoró.As aulas na rede municipal de ensino foram retomadas nesta segunda-feira (1º), de forma remota. Cerca de 19 mil alunos terão aulas nessa modalidade de ensino durante todo o mês de março, como forma de prevenção à Covid-19, considerando o agravamento da pandemia no Rio Grande do Norte.
Educação atuará estrategicamente para evitar a evasão escolar em Mossoró.As aulas na rede municipal de ensino foram retomadas nesta segunda-feira (1º), de forma remota. Cerca de 19 mil alunos terão aulas nessa modalidade de ensino durante todo o mês de março, como forma de prevenção à Covid-19, considerando o agravamento da pandemia no Rio Grande do Norte.
FOTO: REPRODUÇÃO/PMM

A Secretaria Municipal de Educação (SME) iniciou, nesta segunda-feira (1º), as aulas remotas do ano letivo de 2021 na Rede Municipal de Ensino.

Cerca de 19 mil alunos terão aulas nessa modalidade de ensino como forma de prevenção à Covid-19, considerando o agravamento da pandemia no Rio Grande do Norte.

As equipes das unidades de ensino atuarão estrategicamente para evitar a evasão escolar no período de aulas remotas e híbridas.

Segundo a secretária de Educação, Hubeônia Alencar, as aulas foram iniciadas com atividades remotas durante todo o mês de março conforme já havia sido planejado pela Prefeitura de Mossoró.

As escolas municipais farão o monitoramento das atividades remotas, sejam elas com a participação do aluno e professor no mesmo instante ou aquelas em que os estudantes e educadores não estejam conectados ao mesmo tempo.

“Todas as escolas foram orientadas a fazer o acompanhamento rigoroso das atividades, convidamos as famílias a fazerem parte dessa questão do acompanhamento dos alunos. Os alunos terão atividades diárias síncronas e assíncronas feitas pelo Setor Pedagógico da Secretaria de Educação. As aulas acontecerão no mesmo horário de sala de aula do aluno, mas claro com todo cuidado para que não se torne enfadonho, respeitando as orientações do tempo máximo diante de uma tela para os alunos. Estamos sim de forma uniformizada, orientada e planejada para que essas aulas aconteçam”, explicou Hubeônia Alencar.

Uma das ações adotas pela Secretaria de Educação é fazer uma busca ativa para evitar evasão escolar na rede municipal, que foi registrada no Ano Letivo de 2020.

As equipes das unidades educacionais procurarão as famílias de alunos que não estiverem participando das atividades remotas.

“Essa é uma das ações que adotaremos durante esse processo. Vamos procurar as famílias, estamos durante esta semana compartilhando um formulário do Google Forms que vamos trabalhar identificando as causas que leva o aluno a não participação e para que possamos apresentar a resolução a partir de fato do problema. De forma generalizada se diz que os alunos que estão faltando estão faltando porque não tem acesso à internet, mas de forma oficial não temos esse dado. Estamos buscando para de fato saber o que está fazendo com que esse aluno não participe. De fato, no ano de 2020 o número de alunos participantes é preocupante e vamos atuar em 2021 para reduzir ao máximo esse número”, afirmou a secretária de educação.

A previsão é que em abril, dependendo dos indicadores da pandemia da Covid-19, as aulas poderão ser no sistema híbrido, ou seja, presenciais e remotas.

Porém, essa definição dependerá do aval das recomendações das organizações de saúde e dos comitês relacionados à crise da Covid-19.

“Ficou planejado e é o que está posto que retornaríamos no sistema híbrido. Não houve nenhuma mudança em relação aos decretos. Digo com muita tranquilidade que os decretos publicados não alteraram em nada o nosso fazer porque de certa forma nós nos antecipamos a ele. Respeitaremos, ainda que em abril voltemos ao sistema híbrido, esse retorno só será feito com total segurança, respeitaremos e estamos muito atentos as organizações de saúde e ao comitê de enfrentamento, inclusive a Secretaria de Educação com voz no comitê municipal”, destacou Hubeônia Alencar.

KITS DE ALIMENTAÇÃO

Os alunos da rede municipal de ensino receberão kits com alimentos para substituir a alimentação da merenda escolar que é oferecida pelas escolas quando as aulas são presenciais.

A Secretaria de Educação realiza um processo licitatório para comprar os alimentos que farão parte dos kits, definidos conforme critérios nutricionais.

“Estamos em processo licitatório já trabalhando com duas frentes. Se voltar presencial temos a oferta da merenda na própria escola e, se permanecer remoto vamos fazer a entrega de kits. Neste momento, encontra-se no processo de aquisição desses gêneros alimentícios para que possamos já anunciar o calendário de entrega. Estamos internamente organizados para isso”, informou a secretária.


Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário