23 JUN 2021 | ATUALIZADO 09:00
POLÍCIA
10/06/2021 08:51
Atualizado
10/06/2021 08:53

PC prende membros de milícia privada de Lagoa de Pedra; entre os presos estão 4 guardas municipais

A+   A-  
A operação “Poder Paralelo”, deflagrada nesta quarta-feira (9), teve como objetivo desarticular uma milícia privada com atuação na cidade. Durante as diligências, foram apreendidas armas, munições e coletes balísticos. O grupo vinha sendo investigado pela delegacia de Monte Alegre, juntamente com a DEICOR, suspeito de vários crimes, entre eles os de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e abuso de autoridade, além de constituir milícia privada armada, informou a Deicor. Um dos presos é Francisco de Assis da Silva, conhecido por "Cabo Assis", policial militar reformado e comandante da guarda municipal de Lagos de Pedra. Veja os nomes dos demais.
Imagem 1 -
FOTO: DIVULGAÇÃO

Seis pessoas foram presas no âmbito da operação “Poder Paralelo”, deflagrada nesta quarta-feira (9), por policiais da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em conjunto com policiais da Delegacia de Monte Alegre/RN.

A operação teve como objetivo desarticular uma milícia privada com atuação na cidade de Lagoa de Pedra/RN.

Entre os presos estão quatro guardas municipais de Lagos de Pedra, incluindo o Comandante do órgão.

Os policiais da DEICOR cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa do comandante, identificado como Francisco de Assis da Silva, conhecido por "Cabo Assis", Policial Militar reformado.

Durante as buscas foi encontrado uma pistola calibre 9mm, com 35 munições do mesmo calibre, carregador com modificado, sem registro em seu nome, ou seja, de forma ilegal.

Também foram presos:

- O guarda municipal Willame Duarte da Silva, de 24 anos, filho do "Cabo Assis" - na casa dele foi apreendida, por ser ilegal, uma pistola calibre .380, com 34 munições em nome de um advogado que também está sendo investigado, além de um colete balístico e a quantia de R$ 8.500.

- O guarda municipal Daniel Sam Franquelino Melo, de 21 anos - com ele foi encontrada uma pistola, calibre 9mm, com 34 munições e um colete balístico, arma esta que pertencia ao “Cabo Assis”, mas estava ilegalmente na posse do Daniel Sam.

- O guarda municipal José Edmilson Moureira da Silva, vulgo "Nan Nan", de 46 anos - ele estava de posse de 64 munições calibre 45, além de também ser investigado por integrar milícia privada armada. Na residência de Nan Nan, situada no centro da cidade de Vera Cruz, era para ter 4 armas de fogo, contudo não havia nenhuma, uma vez que ele tinha se desfeito de todas.

- José Erinaldo dos Santos Paiva, vulgo "Dolf", de 19 anos - preso em flagrante delito, na cidade de Vera Cruz/RN, de posse de uma espingarda calibre 12, com 6 cartuchos intactos e um revólver calibre 38, com numeração suprimida, com 10 munições.

- Luiz Moreira da Silva, irmão de "Nan Nan" - na posse de um revólver calibre 38, com 18 munições.

Em um sítio, na zona rural de Lagoa de Pedras, os investigadores apreenderam, ainda, um rifle calibre 38, com 06 munições, pois estava de forma ilegal. O proprietário não foi encontrado no local e ainda não se apresentou para esclarecimentos.

“Esse grupo já vinha sendo investigado pela delegacia de Monte Alegre, juntamente com a DEICOR, suspeito de vários crimes, entre eles os de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e abuso de autoridade, além de constituir milícia privada armada”, aifrmou a Deicor.

A DEICOR, juntamente com a Delegacia de Monte Alegre, continuará realizando o trabalho investigativo e repressivo contra o crime organizado que atua naquela região.


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário