26 SET 2021 | ATUALIZADO 13:50
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO E CEZAR ALVES
14/09/2021 11:44
Atualizado
14/09/2021 12:02

Homem que ateou fogo e matou o vizinho queimado em Mossoró se entrega à polícia

A+   A-  
Clezio Saraiva Dantas morreu no dia 5 de setembro, após passar 14 dias internado, em estado grave, na unidade de queimados do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. Nesta terça-feira (14), o autor do crime, Antonio Alisson de Souza Silva, que era vizinho da vítima, se apresentou na 2ª Delegacia de Polícia Civil de Mossoró. Contra ele já havia sido expedido um mandado de prisão e os policiais já estavam à sua procura desde o final de semana. O homem foi conduzido à cadeia pública de Mossoró, onde ficará à disposição da justiça.
Imagem 1 -
FOTO: MH

Nesta terça-feira (14) a Polícia Civil de Mossoró prendeu Antonio Alisson de Souza Silva, que é suspeito de ter ateado fogo no corpo de Clezio Saraiva Dantas, tendo provocado a sua morte devido a gravidade dos ferimento.

O crime aconteceu na madrugada do dia 22 de agosto de 2021. Clezio chegou a passar 14 dias internado, em estado grave, na unidade de queimados do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, mas não resistiu, tendo entrado em óbito no dia 5 de setembro.

Veja mais:

Mossoroense atacado com fogo morre na UTI Walfredo Gurgel, em Natal


As investigações apontaram que Antonio Alisson estava drogado no momento do crime e que havia entrado em surto psicótico.

Em meio ao surto, o agressor fantasiou que a filha dele, que sequer existe, estava sendo violentada por Clezio. Ele então pulou o muro da casa do vizinho e ateou fogo nele enquanto ele estava deitado em uma rede, aguardando uma caixa d’água encher.

A justiça já havia expedido um mandado de prisão preventiva contra Antônio Alisson e o os policiais chegaram a fazer diligências, durante o final de semana, visando capturá-los, mas ele não foi encontrado.

Nesta terça, ele se apresentou espontaneamente, acompanhado de um advogado, na 2ª Delegacia de Polícia Civil de Mossoró. Foi preso e conduzido à cadeia pública de Mossoró, onde ficará à disposição da justiça.


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário