22 MAI 2022 | ATUALIZADO 08:21
EDUCAÇÃO
05/01/2022 18:20
Atualizado
07/01/2022 07:15

Escola de programação abre inscrições para curso gratuito para mulheres

A+   A-  
Curso é realizado pela Kenzie Academy. Estão sendo oferecidas 50 mil vagas para candidatas de todo o país. A formação é 100% virtual e oferece certificado para quem cumprir as regras de participação do curso. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site do programa, até o dia 10 de janeiro; saiba mais
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Para incentivar a participação das mulheres no mercado de trabalho tecnológico, o projeto ‘Elas Codam: programando o futuro delas’, da escola de Programação Kenzie Academy, está com inscrições abertas até o dia 10 de janeiro para o curso gratuito de Tecnologia da Informação (TI) totalmente voltado para mulheres.

Estão sendo oferecidas 50 mil vagas para candidatas de todo o país. A formação é 100% virtual e oferece certificado para quem cumprir as regras de participação do curso.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site do programa. As contempladas terão 30 horas de conteúdo, 10 horas de aulas ao vivo e suporte em tempo real, além de receberem suporte para o encaminhamento ao mercado de trabalho após a sua conclusão.

O curso abordará temas como: “O mercado de tecnologia: oportunidades que só ele te oferece”; “Aprenda o básico de HTML, CSS e JavaScript” e “Code seu projeto profissional: o passo a passo explicado para o seu primeiro projeto”. A formação terá como mediadoras Maria Porcina, experiente em HTML, CSS, JavaScript e design responsivo, e Amanda Karoline, que possui conhecimento em Experiência como Desenvolvedora Front End, utilizando HTML, CSS, Javascript, Git e React.

A Kenzie Academy é uma escola norte-americana fundada em 2017, que também atua no Brasil com foco na colocação profissional dos alunos no mercado de tecnologia. De acordo com dados da Brasscom, o Brasil forma por ano em média de 53 mil pessoas com perfil tecnológico.

Até 2025, a expectativa é que o setor vai demandar 797 mil novos talentos. Com o número de formados aquém da demanda, a projeção é de um déficit anual de 106 mil profissionais de TI – 530 mil em cinco anos.

É o que aponta o estudo “Demanda de Talentos em TIC e Estratégia STCEM”, publicado pela Brasscom em dezembro de 2021.

A iniciativa da escola com o curso voltado só para as mulheres é ampliar a participação delas nesse cenário, promovendo mais equidade e diversidade de gênero. A formação é realizada parceria com a startup Dupla e HR Tech, especializada no recrutamento e seleção de mulheres para TI.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário