16 MAI 2022 | ATUALIZADO 18:20
NACIONAL
POR LEANDRO MAZZINI E WALMOR PARENTE
13/05/2022 08:22
Atualizado
13/05/2022 08:28

[COLUNA ESPLANADA] Ex-presidentes possuem regalias e salários acima do teto do serviço público

A+   A-  
Além das regalias – como carros oficiais, assessores, viagens e diárias – os ex-presidentes brasileiros recebem, mensalmente, vencimentos bem acima do teto do serviço público (atualmente de R$ 39 mil). Conforme o portal de Dados Abertos da Presidência da República, a ex-presidente Dilma Roussef, que sofreu impeachment, embolsou, em março, R$ 69.806,84; Michel Temer, R$ 57.505,56; o ex-presidente Lula, em pré-campanha, R$ 46.155,49; Fernando Henrique Cardoso, R$ 49.951,04; Fernando Collor, R$ 54.959,86 e o ex-presidente José Sarney, R$ 54.246,58. Os dados de abril ainda não estão disponíveis no portal.
Imagem 1 -  [COLUNA ESPLANADA] Além das regalias – como carros oficiais, assessores, viagens e diárias – os ex-presidentes brasileiros recebem, mensalmente, vencimentos bem acima do teto do serviço público (atualmente de R$ 39 mil). Conforme o portal de Dados Abertos da Presidência da República, a ex-presidente Dilma Roussef, que sofreu impeachment, embolsou, em março, R$ 69.806,84; Michel Temer, R$ 57.505,56; o ex-presidente Lula, em pré-campanha, R$ 46.155,49; Fernando Henrique Cardoso, R$ 49.951,04; Fernando Collor, R$ 54.959,86 e o ex-presidente José Sarney, R$ 54.246,58. Os dados de abril ainda não estão disponíveis no portal.
[COLUNA ESPLANADA] Além das regalias – como carros oficiais, assessores, viagens e diárias – os ex-presidentes brasileiros recebem, mensalmente, vencimentos bem acima do teto do serviço público (atualmente de R$ 39 mil). Conforme o portal de Dados Abertos da Presidência da República, a ex-presidente Dilma Roussef, que sofreu impeachment, embolsou, em março, R$ 69.806,84; Michel Temer, R$ 57.505,56; o ex-presidente Lula, em pré-campanha, R$ 46.155,49; Fernando Henrique Cardoso, R$ 49.951,04; Fernando Collor, R$ 54.959,86 e o ex-presidente José Sarney, R$ 54.246,58. Os dados de abril ainda não estão disponíveis no portal.
FOTO: REPRODUÇÃO

COLUNA ESPLANADA

Leandro Mazzini e Walmor Parente

Com Carolina Freitas e Sara Moreira


BRASÍLIA, SEXTA-FEIRA, 13 DE MAIO DE 2022 - Nº 3349

Do meu, do seu bolso

Além das regalias – como carros oficiais, assessores, viagens e diárias – os ex-presidentes brasileiros recebem, mensalmente, vencimentos bem acima do teto do serviço público (atualmente de R$ 39 mil). Conforme o portal de Dados Abertos da Presidência da República, a ex-presidente Dilma Roussef, que sofreu impeachment, embolsou, em março, R$ 69.806,84; Michel Temer, R$ 57.505,56; o ex-presidente Lula, em pré-campanha, R$ 46.155,49; Fernando Henrique Cardoso, R$ 49.951,04; Fernando Collor, R$ 54.959,86 e o ex-presidente José Sarney, R$ 54.246,58. Os dados de abril ainda não estão disponíveis no portal.

Despesas

No ano passado, mais de R$ 5,6 milhões em despesas dos seis ex-mandatários foram bancadas pelos contribuintes.

Staff

Os gastos incluem a folha de pagamento dos assessores. Cada ex-presidente tem direto a oito servidores de livre indicação, com salários que chegam a R$ 14 mil.

Propaganda

A Rede já tem pronta a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que será protocolada no STF caso o presidente Bolsonaro sancione o projeto – aprovado pelo Congresso – que amplia o limite de gastos do governo com propaganda em ano eleitoral.

Desinformação

O Exército esconde o andamento das investigações sobre a suposta atuação de oficiais em uma rede de fake news sobre temas ambientais. A informação veio à tona em relatório divulgado em abril pela Meta, holding que controla o Facebook e o Instagram.

Culto

Há mais de 20 dias, a Coluna cobra da Força uma posição sobre a investigação do caso e não obteve resposta até o fechamento desta edição. À época da divulgação do relatório da Meta, o Exército soltou nota afirmando que os militares devem se ater às normas previstas pelas Forças Armadas, como o “culto à verdade, à probidade e à honestidade".

Bombeiro

Ex-ministro da Infraestrutura e agora pré-candidato do Republicanos ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas tem atuado para debelar a ameaça de greve por caminhoneiros após o reajuste de preços do diesel. Tarcísio participa de grupos de Whatsapp e tem boa interlocução com a categoria.

Resgate

Coordenadores da pré-candidatura do ex-presidente Lula querem resgatar os nomes dos programas que foram alterados por Bolsonaro. Esse será um dos pontos do programa de governo no petista. Estão na lista, por exemplo, o Bolsa Família – alterado para Auxílio Brasil – e o Minha Casa Minha Vida, que o atual governo rebatizou como Casa Verde e Amarela.

Vitrine

Ex-ministros usam programas e eventos do Governo Bolsonaro para impulsionar suas pré-campanhas. Candidato ao Senado, Gilson Machado (ex-turismo) pegou carona no recente anúncio, pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, de mais de R$ 20 milhões para a continuidade das obras da adutora do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco: “Seguiremos trabalhando pelo nosso Pernambuco sob o comando do nosso presidente Bolsonaro”.

Primo pobre

O senador Plínio Valério (PSDB-AM) quer saber por que os pequenos e médios produtores da região Norte, especialmente do Amazonas, têm dificuldades de acesso ao crédito rural. Dados de 2021 apresentados pelo parlamentar mostram que, dos quase R$ 230 bilhões contratados na forma de crédito rural, apenas R$195 milhões foram para o Amazonas, número que equivale a 0,08% do total.

Reestruturação

O Banco Central acatou demanda dos servidores – em greve há dez dias – e enviou uma minuta de Medida Provisória (MP) ao Ministério da Economia para reestruturação da carreira para analistas e técnicos do órgão. Além do aumento de 22%, o texto prevê, entre outros pontos, a criação de uma “retribuição por produtividade institucional”.

Ciência

A 6ª edição da pesquisa Índice do Estado da Ciência, da 3M, revela que 92% dos brasileiros confiam na ciência, principalmente quando o tema é divulgado pelas mídias tradicionais. Ainda assim, mais de um terço dos brasileiros (38%) concordam ser céticos em relação à ciência, um aumento de 5 pontos desde o ápice pandêmico em 2020, quando ocorreu uma edição adicional do estudo.

ESPLANADEIRA

# Gama Academy lança curso de pós-graduação para desenvolvedores. # INNYX apresenta até hoje soluções para o setor educacional, na Bett Brasil 2022, em São Paulo. # Dove Poder das Plantas estreou ação na novela ‘Pantanal’. # Fundação Grupo Boticário abre inscrições até dia 29 para Programa Natureza Empreendedora. 

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário