24 ABR 2024 | ATUALIZADO 18:39
POLÍTICA
01/10/2022 15:15
Atualizado
01/10/2022 15:16

PRF prende na BR 304 casal com dinheiro, santinhos e nomes possíveis beneficiados

A+   A-  
O casal pagou fiança de R$ 4 mil reais e foi solto. Os santinhos de Samanda Alves e Iscac da Casca, junto com o dinheiro foi enviado para a Polícia Federal, a quem compete investigar crimes eleitorais. Em Nota, Samanda Alves diz que não conhece o casal e levanta suspeita de armação. Isaca da Casca não foi encontrado para comentar o assunto. O caso deve ser esclarecido pela investigação da PF. Veja a lista de possíveis beneficiados.
Imagem 1 -  O casal pagou fiança de R$ 4 mil reais e foi solto. Os santinhos de Samanda Alves e Iscac da Casca, junto com o dinheiro foi enviado para a Polícia Federal, a quem compete investigar crimes eleitorais. Em Nota, Samanda Alves diz que não conhece o casal e levanta suspeita de armação. Isaca da Casca não foi encontrado para comentar o assunto. O caso deve ser esclarecido pela investigação da PF. Veja a lista de possíveis beneficiados.
O casal pagou fiança de R$ 4 mil reais e foi solto. Os santinhos de Samanda Alves e Iscac da Casca, junto com o dinheiro foi enviado para a Polícia Federal, a quem compete investigar crimes eleitorais. Em Nota, Samanda Alves diz que não conhece o casal e levanta suspeita de armação. Isaca da Casca não foi encontrado para comentar o assunto. O caso deve ser esclarecido pela investigação da PF. Veja a lista de possíveis beneficiados.
Cedida

A Polícia Rodoviária Estadual conduziu um casal (não informou os nomes) por conduzir 8.615,00 em espécie e santinhos da candidata a deputada federal Samanda Alves, do PT, e também do candidato a deputado estadual Isac da Casca, do MDB, de Mossoró-RN.

Também com os dois conduzidos na cidade de Caiçara do Rio dos Ventos, os policiais encontraram uma caderneta com valores que deveriam serem pagos e muitos já pagos em praticamente todas as cidades do Oeste do Rio Grande do Norte, inclusive Mossoró e Assu.

Na Delegacia de Polícia, o delegado efetivou a apreensão do material conduzido pela PRF, fichou os suspeitos conduzidos e estabeleceu fiança de R$ 2 mil para cada um.

Uma das suspeitas é que o casal usava os santinhos para desviar do verdadeiro responsável pela prática ilícita, no caso de serem presos. Não teria sentido andar com o dinheiro e santinhos, correndo o risco de ser preso, quando poderia andar só com o dinheiro.

Outro fator que deixa a situação do casal detido ainda mais intrigante é o  político. Isac da Casca, não faz dobradinha política com Samanda na casa de votos. O deputado federal de Isac da Casca declarado publicamente é Betinho Rosado e o senador é Rogério Marinho, inimigos políticos do partido de Samanda Alves, o PT. 


Consta na Planilha, o nome de Cesar, do Vingt Rosado, de Mossoró. Aparece à frente, o nome de Isac da Casca. Outro nome, é João Maria, em Baixa do Meio, no município de Guamaré. No caso, ele teria recebido 1.500,00 por 3 milheiros de tijolos.

O caso será transformado em inquérito policial na Polícia Federal para averiguar os fatos, ou seja, interrogar cada dos citados na planilha e descobrir a quem os serviu com os recursos que receberam. Configurando-se o crime eleitoral, conduz o caso para as devidas punições.

Outro lado

A candidata a deputada federal Samanda Alves, em nota, disse: “Recebi com indignação a informação de que, entre o material de campanha encontrado com casal que supostamente estaria cometendo crime eleitoral de compra de votos no município de Caiçaram do Rio do Vento, haveria material gráfico de nossa candidatura”, declara.

Ainda no documento, Samanda Alves diz que não autoriza o uso de sue nome para ganho de vantagens, ou mesmo como forma de macular sua candidatura. “Historicamente o Partido dos Trabalhadores combate esta prática e é vítima dos que se utilizam deste crime para vencer eleições. A compra de votos, lugar comum da velha política coronelista, macula a democracia e deve ser por todos repudiada”, argumentou.

O vereador Isac da Casca não foi encontrado para comentar os fatos.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário