21 JUL 2024 | ATUALIZADO 13:56
POLÍCIA
21/06/2024 18:28
Atualizado
21/06/2024 18:29

PF realiza nova apreensão de entorpecentes enviados para o RN via Correios

A+   A-  
A apreensão aconteceu no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas dos Correios (CTCE), no bairro de Lagoa Nova, em Natal. Ao todo, foram apreendidos 1,12 kg de maconha e 355 gramas de haxixe, enviados em duas encomendas provenientes das regiões Sul e Sudeste do país A ação contou com a utilização de cães detectores de drogas pertencentes ao canil da PF.
Imagem 1 -  PF realiza nova apreensão de entorpecentes enviados para o RN via Correios. A apreensão aconteceu no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas dos Correios (CTCE), no bairro de Lagoa Nova, em Natal. Ao todo, foram apreendidos 1,12 kg de maconha e 355 gramas de haxixe, enviados em duas encomendas provenientes das regiões Sul e Sudeste do país  A ação contou com a utilização de cães detectores de drogas pertencentes ao canil da PF.
PF realiza nova apreensão de entorpecentes enviados para o RN via Correios. A apreensão aconteceu no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas dos Correios (CTCE), no bairro de Lagoa Nova, em Natal. Ao todo, foram apreendidos 1,12 kg de maconha e 355 gramas de haxixe, enviados em duas encomendas provenientes das regiões Sul e Sudeste do país A ação contou com a utilização de cães detectores de drogas pertencentes ao canil da PF.

A polícia federal apreendeu duas encomendas provenientes das regiões Sul e Sudeste do país enviadas para destinatários no Rio Grande do Norte, contendo, respectivamente, 1,12 kg de maconha e 355 gramas de haxixe.

A apreensão aconteceu no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas dos Correios (CTCE), localizado na Rua dos Tororós, bairro de Lagoa Nova, em Natal.

A operação que resultou na apreensão contou com o apoio da Área de Segurança dos Correios e da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Norte (SEFAZ). Não houve prisões.

A ação de rotina objetiva combater o tráfico de substâncias entorpecentes através do fluxo postal e aconteceu durante fiscalização que contou, também, com a utilização de cães detectores de drogas pertencentes ao canil da PF.

Após interceptadas, as drogas seguiram para análise da perícia na Superintendência da Polícia Federal, onde também será instaurado inquérito policial visando apurar os detalhes do ocorrido, bem como responsabilizar supostos envolvidos na ação criminosa.


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário