29 FEV 2020 | ATUALIZADO 19:09
POLÍTICA

Rosalba e a UERN

Prefeita eleita defende autonomia financeira da instituição, mas esquece que enquanto governadora teve a oportunidade de resolver essa e outras deficiências, mas o fez.
Da redação
01/12/2016 13:13
Atualizado
13/12/2018 02:36
A+   A-  
Imagem 1 -  Rosalba e a UERN
Reprodução/Facebook
A prefeita eleita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, participou na manhã desta quinta-feira, 1º, do lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Na oportunidade, afirmou em seu discurso que a Uern “tem valor inestimável” e que merece não só o apoio da classe política, mas de toda a comunidade.

Rosalba também defendeu a autonomia financeira da universidade. “A luta é justa e é de todos nós”, frisou. A posição da prefeita eleita, no entanto, se contradiz com suas ações enquanto governadora do RN entre os anos de 2011 e 2014.

Foi na gestão de Rosalba que a Uern enfrentou a maior grave de sua história até então (marca superada no governo Robinson Faria). Na época, a governadora chegou a anunciar a suspensão do pagamento dos professores que paralisaram as atividades. Durante a greve, Rosalba enfrentou protestos praticamente em todas as regiões do Estado.

Rosalba chegou ainda a judicializar o movimento paredista. A greve histórica foi notícia, inclusive, na imprensa nacional. Relembre AQUI. Por mais que a prefeita eleita tente esquecer sua passagem questionável pelo Governo do Estado, haverá sempre lembranças e sequelas de sua gestão.
 

Notas

Convite Missa

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário