25 MAR 2019 | ATUALIZADO 16:18
POLÍCIA

Ceará transfere mais 15 presos envolvidos em ataques para o Presídio Federal em Mossoró

Já haviam sido transferidos 21 presos para a unidade prisional de Mossoró. Agora são 36 detentos perigosos do Ceará aguardando transferência de Mossoró para outras unidades da federação
AGENCIA BRASIL
11/01/2019 09:40
Atualizado
11/01/2019 15:30
A+   A-  
Ceará transfere mais 15 presos envolvidos em ataques para o Presídio Federal em Mossoró
100% da frota de ônibus da grande Fortaleza estão circulando, porém com escolta armada; Número de presos pelos ataques chegam a 309
FOTO JORGE CRUZ/ABr

De acordo com o Ministério da Justiça, foram removidos até o momento 35 detentos. Na quarta-feira (9), 20 haviam sido levados para Mossoró. Um preso já havia sido levado. Agora são 36 retirados do Ceará. De Mossoró, estes presos poderão ser distribuídos para outros presídios federais localizados em outros estados.

Apesar dos novos ataques e tentativas, o Governo do Estado do Ceará afirma que a questão se normalizando. Observa que nesta sexta-feira, 11, a frota de ônibus do transporte público está toda circulando, alguma com escoltas armadas e outras vigiadas.

Na manhã desta sexta-feira, dia 11, o Governo do estado do Ceará informou que o número de presos pelos ataques subiu para 309. O número de ataques em todo o Estado já passa de 200. 

A noite de ontem em Fortaleza foi de novos ataques. Uma bomba explodiu no viaduto da Rua Dr. Joaquim Bento, no trecho que passa pela Avenida Washington Soares, na região de Messejana.

Policiais militares e uma equipe do Corpo de Bombeiros estiveram no local. Eles verificaram que havia mais um artefato explosivo e isolaram o local até a chegada do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Quase ao mesmo tempo, no viaduto localizado no Conjunto Esperança, a polícia encontrou explosivos que não chegaram a ser detonados.

Na atualização divulgada ontem (10), a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social contabiliza 287 suspeitos presos ou apreendidos em razão da onda de ataques no estado.

Os ataques, promovidos por facções criminosas, tiveram início na semana passada e deixaram em alerta todo o estado.

Prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma por grupos criminosos.

O Ministro da Justiça liberou a transferência de 60 presos do Sistema Prisional do Ceará, que têm 29 mil presos em 132 presídios, para os presídios federais.

Como existe urgência extrema de tirar do Ceará os responsáveis pelos ataques, a solução encontrada foi usar o Presídio Federal de Mossoró como entreposto. 

Os presos estão sendo trazidos para Mossoró, em operações montadas e executadas pela madrugada, e, em seguida, serão levados pra outras unidades pelo País.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará disponibilizou o número 181, o Disque Denúncia do órgão, e um número de WhatsApp (98969-0182) para receber denúncias de atos criminosas ou atitudes suspeitas.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário