23 ABR 2019 | ATUALIZADO 23:37
ESPORTE

Zagueiro que quebrou a perna de Wilson proibido de jogar por 6 meses

Julgamento aconteceu nesta sexta-feira, na sede da FNF, em Natal; Zagueiro André terá que fora dos gramados por pelo menos seis meses, enquanto Wilson se recupera
CEZAR ALVES, COM INFORMAÇÕES DE EDINALDO MORENO
23/03/2019 08:53
Atualizado
23/03/2019 09:08
A+   A-  
Zagueiro que quebrou a perna de Wilson proibido de jogar por 6 meses
André Natal é conhecido por suas entradas violentas e no jogo do dia 3 de março, defendendo as cores do Força e Luz, deu um carrinho frontal e quebrou a perna do jogador forte candidato a revelação do Estadual 2019

O zagueiro André Natal, que quebrou a perna do jogador Wilson, do Potiguar, numa entrada desleal no dia 3 deste mês, foi proibido de jogar até que a vítima possa voltar aos gramados. 

Wilson teve a perna quebrada numa jogada na partida realizada em Goianinha, entre Potiguar e Força e Luz. Na ocasião, o Potiguar de Mossoró venceu por 2 x 0.

O julgamento aconteceu nesta sexta-feira, 22, no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Norte, na sede da FNF. Coube a 3ª Comissão Disciplinar tomar a decisão.

A punição de André Natal está limitada, inicialmente, em 180 dias. Wilson, até então revelação do estadual 2019, teve fratura na tíbia e na fíbula e passo por cirurgia em Natal.

Deve voltar aos gramados, com condições de jogo, em mais ou menos 6 meses. Até lá, o agressor André Natal vai está cumprindo punição prevista no Artigo 254, do regulamento.

No parágrafo 3º deste artigo, está escrito:

“Na hipótese de o atingido permanecer impossibilitado de praticar a modalidade em consequência de jogada violenta, o infrator poderá continuar suspenso até que o atingido esteja apto a retornar aos treinamentos, respeitado o prazo máximo de cento e oitenta dias”.

No lance da agressão violenta, Wilson ia dominar a bola no meio de campo e o Zagueiro André Natal entrou de carrinho, por baixo, deixando a sola da chuteira, quebrando a perna do meia.

O árbitro da partida o expulso no ato.

CONFIRA O LANCE


Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário