23 ABR 2019 | ATUALIZADO 23:37
ESTADO

Reforma de Bolsonaro ameaça economia de cidades como Pau dos Ferros, diz Prates

O que a Previdência Social paga aos agricultores representa 8 vezes o repasse do Fundo de Participação dos Municípios repassados pela União ao município de Pau dos Ferros
15/04/2019 00:10
Atualizado
15/04/2019 00:43
A+   A-  
Reforma de Bolsonaro ameaça economia de cidades como Pau dos Ferros, diz Prates
Senador Jean-Paul Prates: demonstra preocupação com a economia das cidades no Nordeste se a reforma da Previdência do Governo Bolsonaro for aprovada

O senador Jean-Paul Prates, do PT, tem duas grandes preocupações com a propostas do presidente Jair Bolsonaro para a reforma da Previdência Social.

A primeira trata sobre o mecanismo de concessão de aposentadoria ao trabalhador rural. Neste caso, Prates disse que as novas regras excluem cerca de 90% dos agricultores.

O segundo motivo de preocupação do senador Potiguar com o que está proposto pelo Governo Federal é o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

 Neste caso, o senador explica que as regras mudam para idosos e pessoas com deficiência classificada de baixa renda terem acesso a um salário mínimo da previdência.


O MOSSORO HOJE conversou com o senador Prates na cidade de Currais Novos, onde estava participando de uma série de visitas ao setor produtivo e diálogo com partidários.

Na ótica Prates, o desenvolvimento econômico de uma região passa necessariamente pelo conhecimento de como processar a matéria prima e inseri-la no mercado de consumo.

Em Currais Novos, visitou o Centro de Tecnologia Mineral do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e, em seguida, ao Centro de Tecnologia do Queijo.

A unidade industrial-escola é composta por um centro de beneficiamento de leite, acompanhada de laboratório de análises, um sistema de refrigeração e geração de vapor.

Além de desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão, queremos que essa iniciativa se transforme em um importante agente fomentador da indústria local e regional.

No Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES - UFRN), o senador disse: “Manifestei meu apoio ao pleito da criação do curso de Engenharia de Produção”.

Ainda no município de Currais Novos, Jean-Paul Prates conheceu a artesã Luzia Dantas, famosa na região da Serra de Santana por esculpir peças em madeira.

Para concluir a visita, Prates se reuniu com lideranças do PT de todas as cidades da região Seridó. Fez uma prestação de contas e falou das consequências terríveis da reforma da Previdência.

Consequências


As consequências destas “mudanças” previstas na proposta de reforma da Previdência são drásticas para milhares que vivem abaixo da linha de pobreza, idosos e deficientes.

Segundo o senador Jean-paul Prates, que é economista e advogado por formação, os municípios nordestinos correrão sério risco de entrar em colapso em sua economia.

Explicou que o município de Pau dos Ferros, por exemplo, o valor pago pela Previdência aos agricultores supera o Fundo de Participação do Município em oito vezes.

O principal afetado, segundo o senador Jean-Paul, são os pequenos comerciantes, farmácias e prestadores de serviços, que basicamente tem como cliente este perfil de cliente.

O senador Jean-paul Prates citou também Currais Novos. Segundo ele, neste município o FPM é quatro vezes menor do que os valores pagos pela Previdência aos trabalhadores rurais.


Pau dos Ferros/Currais Novos

O MOSSORÓ HOJE tentou falar com o prefeito de Pau dos Ferros e não foi possível. Já o prefeito de Currais Novos, Odon Junior, confirmou a informação do senador.

Segundo Odon Junior, se a reforma da Previdência for aprovada conforme está proposta, a economia do município vai definhar. Ele pede atenção da Bancada Federal do RN.


Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário