17 NOV 2019 | ATUALIZADO 18:15
ESTADO

Operação Sinal Fechado ouve deputados sobre esquema de corrupção no Detran

Esse processo tem o presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB), como réu. O relator do processo é o ministro Luiz Fux, que negou vários pedidos de adiamento dessa audiência
DA REDAÇÃO E BLOG DO CARLOS SANTOS
31/05/2019 18:01
Atualizado
31/05/2019 18:02
A+   A-  
Imagem 1 -  Estava confirmado para esta sexta-feira (31) a oitiva de testemunhas de defesa e de acusação, na Ação Penal 1036, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). Os detalhes ainda não foram divulgados  Esse processo tem o presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB), como réu. O relator do processo é o ministro Luiz Fux, que negou vários pedidos de adiamento dessa audiência
Estava confirmado para esta sexta-feira (31) a oitiva de testemunhas de defesa e de acusação, na Ação Penal 1036, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). Os detalhes ainda não foram divulgados Esse processo tem o presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB), como réu. O relator do processo é o ministro Luiz Fux, que negou vários pedidos de adiamento dessa audiência
Arquivo

Estava confirmado para esta sexta-feira (31) a oitiva de testemunhas de defesa e de acusação, na Ação Penal 1036, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). Os detalhes ainda não foram divulgados

Esse processo tem o presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB), como réu. O relator do processo é o ministro Luiz Fux, que negou vários pedidos de adiamento dessa audiência.

Ele será o último a ser ouvido, através do sistema de videoconferência.

Antes, o juiz federal instrutor Abhner Youssif Mota Arabi ouvirá as testemunhas de defesa de Ezequiel: deputados estaduais José Dias (PSD) e Getúlio Rêgo (DEM), bem como a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), atual chefe de gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa do RN.

O delator Marcus Vinícius também será sabatinado pelo magistrado no Fórum da Justiça Federal do RN (JFRN), em Natal.

Excepcionalmente, Ezequiel e Larissa serão interrogados por videoconferência, haja vista que estão em Brasília – onde participam de Convenção Nacional do PSDB. Mas o próprio juiz Abhner Youssif é quem os sabatinará.

A Ação Penal 1036 é desdobramento da “Operação Sinal Fechado”, desencadeado pelo Ministério Público do RN (MPRN) entre o final de 2010 e início de 2011. Ezequiel é réu por suposto envolvimento em esquema de corrupção no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/RN).


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário