17 NOV 2019 | ATUALIZADO 18:15
ESTADO

RN tem a maior taxa de homicídios de jovens, diz Atlas da Violência

O estudo identifica dois fenômenos no país: enquanto mais estados reduzem a taxa de letalidade violenta, há forte crescimento no Norte e no Nordeste. Em 2017, as taxas de homicídios por 100 mil habitantes foram bastante heterogêneas entre as unidades da Federação
DA TRIBUNA DO NORTE
05/06/2019 17:19
Atualizado
05/06/2019 17:19
A+   A-  
Imagem 1 -  O Rio Grande do Norte teve a maior taxa de homicídios entre jovens no ano de 2017 no Brasil. O dado foi divulgado nesta quarta-feira (5) no Atlas da Violência, organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública
O Rio Grande do Norte teve a maior taxa de homicídios entre jovens no ano de 2017 no Brasil. O dado foi divulgado nesta quarta-feira (5) no Atlas da Violência, organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública
TN

O Rio Grande do Norte teve a maior taxa de homicídios entre jovens no ano de 2017 no Brasil. O dado foi divulgado nesta quarta-feira (5) no Atlas da Violência, organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o levantamento, o RN teve 152,3 mortes de jovens para cada 100 mil habitantes.

O estudo identifica dois fenômenos no país: enquanto mais estados reduzem a taxa de letalidade violenta, há forte crescimento no Norte e no Nordeste. Em 2017, as taxas de homicídios por 100 mil habitantes foram bastante heterogêneas entre as unidades da Federação, variando de 10,3 em São Paulo a 62,8 no Rio Grande do Norte. Houve diminuição no Sudeste e no Centro-Oeste, estabilidade no Sul e crescimento acentuado no Norte e no Nordeste. 

Segundo o levantamento, o crescimento da taxa de homicídios no Rio Grande do Norte foi de 17,7% em relação ao ano de 2016, atingindo 62,8 assassinatos para cada 100 mil habitantes. No total, o RN teve 2.203 homicídios no ano de 2017.

O estado com maior crescimento no número de homicídios em 2017 foi o Ceará, que registrou alta de 49,2% e atingiu o recorde histórico de 5.433 mortes violentas intencionais, causados por armas de fogo, droga ilícita e conflitos interpessoais. No Acre, a variação foi de 42,1% em 2017, totalizando 516 homicídios – considerando-se o período de 2007 a 2017, o número de homicídios subiu 276,6% no estado.


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Eleições 2020 MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário