13 ABR 2021 | ATUALIZADO 18:12
MOSSORÓ
CEZAR ALVES
19/03/2020 19:17
Atualizado
19/03/2020 22:28

Vereador faz levantamento de quantos respiradores existe em Mossoró

A+   A-  
Com o levantamento, mostrando quantos estão funcionando e quantos estão parados, o vereador Ozaniel Mesquita, que é socorrista do SAMU, espera conseguir os recursos emergencial para fazer a manutenção e salvar dezenas de vidas
Imagem 1 -
FOTO:

O vereador Ozaniel Mesquita, que é socorrista do Samu, iniciou na tarde desta quinta-feira, 19, um levantamento que pode salvar muitas vidas quando acontecer o pico de contaminação do coronavirus em Mossoró/RN e região oeste do Rio Grande do Norte.

O legislador considerou, para iniciar este trabalho importante, o fato de que para salvar a vida de um cidadão idoso ou jovem contaminado com o Covid-19 é através da respiração mecânica, que só é possível ser feita através de respiradores.

O vereador Ozaniel Mesquita disse que mobilizou toda a sua equipe do seu gabinete para buscar estas informações de múltiplas fontes. Logo no início disse que ficou muito assustado porque nas UPAS, que são as portas de entradas dos pacientes, não têm respiradores.

A única que tem um respirador é a UPA do Belo Horizonte. “Este respirador é do SAMU”, lembra Ozaniel Mesquita, confirmando ao MOSSORÓ HOJE que está correndo atrás, também, para saber quantos respiradores estão funcionando, e em qual hospital.

“Temos o Hospital Regional Tarcísio Maia, o Hospital Regional Rafael Fernandes, temos o Hospital Santa Luzia (Oncologia), o Hospital São Luiz, a Maternidade Almeida Castro, o Hospital Wilson Rosado, temos o SAMU, temos as UPAS, temos as Unidades Básicas de Saúde, e temos também o Hospital Rodolfo Fernandes, que pertence a Unimed”, diz.

“Vou querer saber até se o hospital novo da UNIMED, em Mossoró, que fica pertodo SESC, se já está com este equipamento (respiradores) instalado e se já pode acioná-lo numa situação de emergência urgência para salvar vidas em Mossoró”, acrescenta o vereador.

Extraoficial, MOSSORÓ HOJE levantou que deve existir mais ou menos 50 respiradores parados, aguardando manutenção em Mossoró, e que o custo da manutenção destes aparelhos, juntos, deva sair por mais ou menos R$ 2.500,00 a unidade.

O vereador assegurou que com este levantamento, vai procurar a prefeitura e seus pares na Câmara Municipal para buscar, emergencialmente, os recursos necessários. “Não tenho dúvida que os vereadores não vão se negar me apoiar nesta luta”, diz o vereador.


Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário