09 JUL 2020 | ATUALIZADO 14:45
ESTADO
05/06/2020 18:35
Atualizado
05/06/2020 18:35

Novo sistema de dados vai agilizar informações da Covid-19 no Estado

A+   A-  
O sistema foi criado por meio de uma parceria entre o governo e o Instituto Metrópole Digital (IMD) da UFRN. O sistema já revelou que a grande Natal, Mossoró e o Vale do Assú lideram número de casos de covid-19 no RN; Ferramenta será implantada nos próximos dias em todos os municípios.
Imagem 1 -
FOTO: DEMIS ROUSSOS

Os dados da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) registram que o maior número de casos de Covid-19 no RN ocorreu nos municípios da Região Metropolitana de Natal, Mossoró e no Vale do Assu.

A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, explicou nesta sexta-feira (5) que o monitoramento do órgão permite o acompanhamento do comportamento da pandemia e a tomada de decisões pela administração estadual e autoridades da saúde pública.

Este monitoramento ganhou reforço com a operação de um novo sistema de dados criado em uma parceria do Governo do Estado com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Instituto Metrópole Digital (IMD).

O sistema unifica as informações para diminuir as divergências e também visa dar mais agilidade na obtenção de dados dos casos confirmados e descartados, facilitando assim o acompanhamento dos municípios a respeito da investigação dos casos e evolução dos pacientes.

Os municípios continuam alimentando o sistema de base nacional, mas esse monitoramento e investigação passa a ser de base local.

"Agora teremos mais agilidade e mais transparência ainda do que já temos. O nosso Estado já é o segundo colocado em todo o país na divulgação das ações de combate ao coronavírus", afirmou Alessandra Lucchesi.

No período de 8 a 10 de junho será feito o treinamento dos municípios para utilização do novo sistema que começará a ser implantado no dia 9, em Natal, e dia 11 para os demais municípios da Região Metropolitana da capital e Mossoró. No dia 15 deste mês, ele será disponibilizado para os demais municípios.

O diretor do Parque Tecnológico do IMD-UFRN, professor Anderson Paiva Cruz, explicou que o novo sistema desenvolvido por 11 pesquisadores vai assegurar melhor gerência e validação das informações oriundas de várias fontes e permitir o acompanhamento e investigação de cada caso de Covid-19 no Estado.

"A Sesap, as secretarias municipais e as regionais de saúde passam a contar com um sistema mais ágil e eficiente. Permite a investigação de cada caso, todos os registros de migração de pacientes e oferece um panorama da situação em cada região, em cada município e do Estado", afirmou Anderson Paiva.

Inicialmente o sistema vai ser utilizado no acompanhamento dos casos de Covid-19 e outras doenças virais, como Dengue e Chickungunya. Mas poderá ser utilizado para outras áreas, permitindo o conhecimento do comportamento das epidemias e a definição de estratégias para prever e definir novos surtos de doenças.

A parceria do Governo do Estado com a UFRN também permitiu a criação de outros sistemas como o Recrutamento de Profissionais de Saúde, que recebeu mais de 17.600 mil cadastros em duas chamadas, e o Sistema de Leitos, que agiliza a disponibilização de vagas nas unidades públicas e privadas de saúde no RN.

Atualmente, o sistema tem 966 leitos cadastrados em 61 unidades de saúde. Anderson Paiva ressaltou que estes sistemas têm o acompanhamento do Ministério Público.

O secretário adjunto da Saúde do Estado, Petrônio Spinelli, destacou que a parceria com a UFRN tem gerado ótimos resultados e o novo sistema permitirá números mais apurados, precisos e com maior rapidez.


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário