30 NOV 2020 | ATUALIZADO 07:33
ESTADO
COM INFORMAÇÕES DO G1
20/11/2020 12:04
Atualizado
20/11/2020 12:07

Bebê morre durante transferência após princípio de incêndio em UTI Neo de Maternidade

A+   A-  
O caso aconteceu na madrugada desta sexta-feira (20), na Maternidade Escola Januário Cicco, ligada à UFRN, em Natal; O local estava com 26 leitos ocupados. Logo no início do incêndio, os pacientes foram transferidos, porém, uma das crianças, que era prematura e tinha uma quadro "extremamente delicado", não resistiu e faleceu durante a transferência
Imagem 1 -
FOTO: AYRTON FREIRE/INTER TV CABUGI

Um princípio de incêndio foi registrado na UTI Neonatal da Maternidade Escola Januário Cicco, ligada à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), na madrugada desta sexta-feira (20).

Ao todo, a UTI Neonatal estava com 26 leitos - todos ocupados. Logo no início do incêndio, os pacientes foram transferidos, porém, uma das crianças, que era prematura e tinha uma quadro "extremamente delicado", não resistiu e faleceu.

Inicialmente, a suspeita é de que o princípio de incêndio tenha sido provocado por um curto-circuito em um ar-condicionado. A fiação elétrica do prédio é antiga. De acordo com a instituição, o fogo foi contido rapidamente.

Segundo o Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte, a central da corporação foi acionada por volta das 3h30 e em menos de 10 minutos uma equipe com cinco militares estava na unidade. O fogo, porém, já havia sido controlado pela equipe do hospital.

"O CBM deu total apoio e orientou a ocorrência no local, porém, assim que os bombeiros chegaram, foram informado pela equipe da maternidade que um bebê recém-nascido veio a óbito", disse a corporação, em nota.

A maternidade é uma das mais tradicionais unidades obstétricas do estado, além de uma das únicas públicas em Natal. A instituição é referência para casos graves.

A maternidade afirmou que deverá realizar uma entrevista coletiva ainda nesta sexta-feira (20) para repassar mais informações sobre o incêndio e o falecimento do paciente.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário