08 MAR 2021 | ATUALIZADO 21:17
ESTADO
ANNA PAULA BRITO
19/01/2021 10:34
Atualizado
19/01/2021 11:19

Ato simbólico de aplicação da vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte

A+   A-  
A secretária adjunta da Sesap, Maura Sobreira explica como será feita a vacinação diante da quantidade reduzida de vacinas que foram enviadas pelo Ministérios da Saúde. Ela também detalha quem serão as pessoas priorizadas para receber as doses do imunizante neste primeiro momento.

A secretária adjunta da Secretaria de Saude Pública do Rio Grande do Norte (Sesap), Maura Sobreira, explicou como será feita a vacinação diante da quantidade reduzida de vacinas que foram enviadas pelo Ministério da Saúde. Ela também detalha quem serão as pessoas priorizadas para receber as doses do imunizante neste primeiro momento.

Segundo ela, estima-se vacinar nesta primeira etapa 39.259 pessoas, priorizando os seguintes grupos: trabalhadores de saúde e pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas), além dos vacinadores.

Maura agradeceu ao esforço de todos que contribuíram para a chegada da vacina no Estado e possibilitaram a realização desse momento histórico.

Já o secretário de Saúde, Cipriano Maia, afirmou que o objetivo do governo do Estado é, sim, realizar a vacinação em toda a população.

Por isso, a gestão vai continuar fazendo pressão no governo federal, no Ministério da Saúde, para que todas as doses necessárias da Vacina contra a Covid-19 chegue para todos os potiguares. 

“Eu quero dizer que isso aqui não é nenhum favor, é dever do Estado. Nós estamos aqui pra trabalhar, pra servir a população do Rio Grande do Norte. Agora, é claro que é um momento de celebrar, porque o início da vacinação significa a vitória da esperança, a vitória da ciência, a vitória do SUS, significa a vitória da vida contra o negacionismo”, disse a governadora Fátima Bezerra em seu discurso.

Fátima agradeceu aos responsáveis pela criação do aplicativo RN Mais Vacina, que, em menos de 24h horas do seu lançamento, já tem quase 300 mil pessoas cadastradas.

Segundo ela, essa procura para realização do cadastramento, mostra o anseio da população do Rio Grande do Norte em colaborar com o governo, da melhor maneira possível, nesse processo de imunização.



Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário