27 FEV 2021 | ATUALIZADO 13:48
ESTADO
21/01/2021 08:24
Atualizado
21/01/2021 08:24

Casos de “fura fila” serão observados de forma individualizada, diz o MPRN

A+   A-  
De acordo com o órgão, alguns planos municipais autorizam a vacinação de outros grupos de pessoas. Devido a isto, os casos de pessoas que receberam a vacinação contra a Covid-19 mesmo sem se enquadrarem no Plano da Sesap serão analisados individualmente para se investigar se houve o cometimento de crime ou ato de improbidade. Caso o cidadão presencie ato que considere ilícito, pode denunciar pelo número 127 ou pelo whatsapp (84) 98863-4585.
Imagem 1 -
FOTO: ELISA ELSIE

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) irá apurar todos os casos de “fura fila” na campanha de vacinação contra a Covid-19.

De acordo com a Secretaria Estadual de saúde Pública (Sesap), a primeira fase da vacinação no Estado contempla apenas profissionais de saúde que estejam na linha de frente de combate ao coronavírus e ainda idosos residentes em instituições de longa permanência.

Alguns planos municipais autorizam a vacinação de outros grupos de pessoas, o que será observado de forma individualizada pelo MPRN.

Os casos de pessoas que receberam a vacinação mesmo sem se enquadrarem serão analisados individualmente para se investigar se houve o cometimento de crime ou ato de improbidade.

O MPRN disponibiliza o Disque Denúncia 127 para o recebimento de denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br.

Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário