13 ABR 2021 | ATUALIZADO 18:12
ESTADO
02/03/2021 08:55
Atualizado
02/03/2021 09:35

Chuvas do final de semana aumentam níveis dos reservatórios do RN

A+   A-  
Entre os reservatórios que começaram a receber água das recentes chuvas está o Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado. Também foram abastecidas a barragem de Pau dos Ferros, o açude Gargalheira, em Acari, Beldroega, em Paraú, dentre outros. Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, apresentou baixa no seu volume total, com relação ao relatório divulgado pelo Igarn no dia 16 de fevereiro.
Imagem 1 -  Chuvas do final de semana aumentam níveis dos reservatórios do RN. Entre os reservatórios que começaram a receber água das recentes chuvas está o Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado. Também foram abastecidas a barragem de Pau dos Ferros, o açude Gargalheira, em Acari, Beldroega, em Paraú, dentre outros. Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, apresentou baixa no seu volume total, com relação ao relatório divulgado pelo Igarn no dia 16 de fevereiro.
Chuvas do final de semana aumentam níveis dos reservatórios do RN. Entre os reservatórios que começaram a receber água das recentes chuvas está o Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado. Também foram abastecidas a barragem de Pau dos Ferros, o açude Gargalheira, em Acari, Beldroega, em Paraú, dentre outros. Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, apresentou baixa no seu volume total, com relação ao relatório divulgado pelo Igarn no dia 16 de fevereiro.
FOTO: REPRODUÇÃO

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira, 1º de março, indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, teve aporte hídrico com relação ao último relatório divulgado no dia 16 de fevereiro e acumula 1.218.636.408 m³, correspondentes a 51,35% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No relatório anterior, o manancial estava com 1.208.479.237 m³, equivalentes a 50,92% do seu volume total.

Outro reservatório que recebeu aporte hídrico foi a barragem de Pau dos Ferros, que acumula 11.433.386 m³, equivalentes a 20,85% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No relatório anterior ela estava com 11.119.562 m³, percentualmente, 20,27% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, localizado em Acari, também teve aumento de volume e acumula 9.274.305 m³, correspondentes a 20,88% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No relatório do dia 16 de fevereiro ele estava com 8.758.385 m³, equivalentes a 19,72% do seu volume total.

O açude Carnaúba, localizado em São João do Sabugi, recebeu bom aporte hídrico e está represando 11.334.800 m³, correspondentes a 44,09%, da sua capacidade total, que é de 25.710.900 m³. No relatório anterior, o manancial estava com 10.750.360 m³, equivalentes a 41,81% do seu volume total.

O reservatório Beldroega, localizado em Paraú, também recebeu águas e acumula 4.005.354 m³, equivalentes a 49,71% da sua capacidade total, que é de 8.057.520 m³. No último relatório o açude estava com 3.798.495 m³, correspondentes a 47,14% do seu volume total.

Já o reservatório Alecrim, localizado em Santana do Matos, acumula 2.290.000 m³, percentualmente, 32,71% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. No relatório do dia 16 de fevereiro, o manancial estava com 2.170.000 m³, correspondentes a 31% da sua capacidade total.

O açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, está represando 5.133.333 m³, correspondentes a 73,33% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. No relatório anterior ele estava com 5.086.667 m³, correspondentes a 72,67% do seu volume total.

Outros reservatórios monitorados pelo Igarn, que ganharam pequenos aportes hídricos são: Santa Cruz do Trairi, localizado em Santa Cruz, que passou de 21,92% para 22,29%; Caldeirão de Parelhas, localizado em Parelhas, que passou de 14,84% para 14,97% e Zangarelhas, que passou de 6,57% para 6,77%.

As reservas hídricas superficiais totais do RN, que são os 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, acumulam 1.854.192.836 m³, equivalentes a 42,36% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No último relatório elas somavam 1.847.667.072 m³, correspondentes a 42,21% do seu volume total.

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do Estado, acumula 161.305.556 m³, equivalentes a 26,9% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No relatório do dia 16 de fevereiro, ela estava com 162.751.240 m³, correspondentes a 27,14% do seu volume total.

O reservatório Umari, localizado em Upanema, está represando 201.802.021 m³, correspondentes a 68,92% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No último relatório ela estava com 203.706.057 m³, equivalentes a 69,57% do seu volume total.

Os reservatórios, monitorados pelo Igarn, que estão com níveis inferiores a 10% das suas capacidades, são: Itans, localizado em Caicó, com 4,38%; Flechas, localizado em Tenente Ananias, com 4,33%; Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 6,77% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,55%. Existe ainda, Passagem das Traíras, localizado em São José do Seridó, que passa por reformas e não pode acumular grande percentual de águas, que está com 0,03%.

Os mananciais secos são apenas dois: Inharé, localizado em Santa Cruz, e Trairi, localizado em Tangará.


Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário