08 MAI 2021 | ATUALIZADO 18:16
MOSSORÓ
CEZAR ALVES
27/04/2021 08:24
Atualizado
27/04/2021 14:31

“Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo”, diz Pedrosa Virgulino

A+   A-  
Pedrosa Virgulino Junior é natural de Garanhuns-PE e escolheu Mossoró para fixar residência, constituir família. Nesta entrevista, ele revela quatro grandes sonhos, dos quais dois já foram realizados e os outros dois está na batalha para concretizá-los. Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo pela boca”, diz, emocionado, Pedrosa, fazendo referência ao filho Pietro, de 3 anos, que nasceu com uma fístula na garganta, que o impede de se alimentar.
Imagem 1 -  Pedrosa Virgulino Junior é natural de Garanhuns-PE e escolheu Mossoró para fixar residência, constituir família. Nesta entrevista, ele revela quatro grandes sonhos, dos quais dois já foram realizados e os outros dois está na batalha para concretizá-los. Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo pela boca”, diz, emocionado, Pedrosa, fazendo referência ao filho Pietro, de 3 anos, que nasceu com uma fístula na garganta, que o impede de se alimentar.
Pedrosa Virgulino Junior é natural de Garanhuns-PE e escolheu Mossoró para fixar residência, constituir família. Nesta entrevista, ele revela quatro grandes sonhos, dos quais dois já foram realizados e os outros dois está na batalha para concretizá-los. Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo pela boca”, diz, emocionado, Pedrosa, fazendo referência ao filho Pietro, de 3 anos, que nasceu com uma fístula na garganta, que o impede de se alimentar.
FOTO: CEZAR ALVES

Na série qual o seu sonho e o que já fez para realizá-lo, conversamos com o educador físico Pedrosa Virgulino Júnior, ex-jogador profissional, natural de Garanhuns/PE e que escolheu Mossoró-RN para morar e constituir família. É casado, tem dois filhos e é instrutor da escolinha de Futebol Tigres, no Abolição IV, a oeste do Centro da cidade.

Veja mais:

Seu João enfrentou o mercado da morte em Serra Pelada pelo sonho da casa própria


Pedrosa, que em sua terra natal é conhecido por Junior, revelou quatro grandes sonhos ao MOSSORÓ HOJE, e com lágrimas nos olhos, destaca que já realizou dois e os outros dois está na batalha. Não tem como não se emocionar, com esta história de vida incrível.

O primeiro sonho era ser jogador de futebol. “Acho que desde que nasci, eu queria ser jogador de futebol”, revela. Para concretizar este sonho, Pedrosa disse que fez o que não indica hoje para seus alunos: pulava o muro da escola para jogar bola no campinho de lado da escola. Ainda jovem, com pouco mais de 15 anos chegou ao profissional no clube de sua cidade.

O segundo grande sonho, era, na verdade, do pai, Pedrosa Virgulino, que faleceu em 2004, vítima de um câncer. O pai dele dizia aos amigos que queria muito assisti-lo num jogo televisionado e isto aconteceu no ano de 2004, pouco antes dele morrer. “Era o sonho dele, mas era o meu grande sonho também. Eu queria aparecer na TV”.

Na época, com pouco mais de 16 anos, Pedrosa Virgulino Junior, já estava no Náutico, um dos principais clubes do estado do Pernambuco. Anos depois, se transferiu para o futebol mossoroense, através do técnico Neto Maradona. Em Mossoró, fixou residência. Casou com Aliane Virgulino, com quem teve dois filhos e após se aposentar do futebol profissional, se graduou em educação física e montou a escolinha de Futebol Tigre.


Agora, nesta segunda etapa de sua vida profissional, Pedrosa Virgulino Junior trava uma batalha para realizar os outros dois sonhos:

O primeiro é conseguir patrocínio para a Escolinha Tigre e, assim, não ter que cobrar mensalidade das crianças que ensina os fundamentos do futebol. O trabalho que realiza com estas crianças é de fato maravilhoso. Ensina muito mais do que jogar futebol. Na prática, tira as crianças da ociosidade, orienta quanto a educação, disciplina, a viver em sociedade.

O outro sonho do Pedro Virgulino Junior é ver o filho Pietro, que tem 3 anos, beber água e comer pela boca. Pietro nasceu com um fístula na região da garganta, que o impede de ingerir qualquer alimento pela boca. Desde de que nasceu, Pedrosa e a mulher Aliane travaram uma batalha nos hospitais para descobrir os motivos pelos quais o filho não conseguiu se alimentar.

O MOSSORÓ HOJE retratou esta história, num texto emocionado de Aliane.

Veja mais

A história  do menino que não conhece o sabor dos alimentos

Nesta reportagem, o casal Pedrosa/Aliane está buscando descobrir o que o filho Pietro tinha que não conseguia se alimentar. Esta busca chegou ao fim há poucos meses e o garoto Pietro está com cirurgia agendada (fechar a fistula) para o próximo dia 4 de maio, em Recife-PE. Com esta cirurgia, Pietro vai começar, finalmente, o trabalho de educação alimentar, a se alimentar e beber água pela boca, concretizando assim o sonho do pai.



Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário