26 JUN 2022 | ATUALIZADO 12:59
MOSSORÓ
Por Josemário Alves
15/10/2015 08:23
Atualizado
12/12/2018 09:35

Biscateiro é condenado por tentar matar um e balear quatro

A+   A-  
Crimes aconteceram em maio de 2014. O alvo foi Amador Benício Júnior, entretanto, outras quatro pessoas que se encontravam nas proximidades foram baleadas.
Imagem 1 -   Biscateiro  é condenado por tentar matar um e balear quatro
Josemário Alves

O biscateiro Adonias Júnior Fernandes Pessoa, de 25 anos, foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão na manhã desta quinta-feira (15) por tentativa de homicídio ocorrido em 22 de maio de 2014, no bairro Barrocas em Mossoró.

O alvo do atentado foi Amador Benício Júnior. Na ocasião do ataque, outras quatro pessoas que se encontravam nas proximidades foram baleadas.

Segundo denúncia apresentada pelo Ministério Público, representado no julgamento pelo promotor Ítalo Moreira, no dia do crime, a vítima estava tomando uma sopa em uma lanchonete quando foi abordada pelo denunciado, que sacou uma arma de fogo e efetuou um disparo a sua pessoa, atingindo-a na mandíbula.

A vítima correu e foi perseguido pelo acusado, que disparou outros três tiros, atingindo por erro na execução, José Renato de Morais, José Soares de Melo, José Mariz de Medeiros e Antônio Arlindo Dantas de Morais, provocando lesões leves.

Não havendo logrado êxito, Adonias fugiu, mas foi detido pela Polícia Militar.

No Tribunal do Júri Popular, o acusado confessou o crime, e declarou que tentou matar Amador Benício por que o mesmo já teria tentado te matar duas vezes sem motivos.

“Ele tinha metido uma paulada aqui no meu olho sem motivo, ainda tem a cicatriz”, destacou.

Adonias Júnior contou que, no dia do crime, por volta das 7h30 da manhã, a vítima passou por ele, sorriu e apertou a sua mão, como forma de deboche.

“Eu tava indo em direção a Cobal, ai ele passou por mim, achou graça e apertou minha mão. Foi ai que eu fiquei com meu sistema nervoso. Ele já tinha tentado contra a minha vida duas vezes, ai apertado na minha mão, achado graça e sair...Fui atrás, foi onde aconteceu o acontecido”, explicou.

Pelos fatos apresentados por ambas as partes, o júri composto por quatro mulheres e três homens decidiu por condená-lo a 4 anos e 8 meses de prisão por tentativa de homicídio simples e quatro lesões corporais leves.

Como já etava preso desde o ano passado, Adonias Júnior vai cumprir o restante da pena em liberdade, se apresentando ao juiz da Vara de Execuções Penais, periodicamente.

O julgamento começou por volta das 8h30 e terminou de 10h30. O mesmo foi presidido pelo juiz Vagnos kelly Figueiredo de Medeiros. O réu foi defendido pelo defensor público Serjano Marcos Torquato Valle.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário