05 AGO 2021 | ATUALIZADO 06:39
ESTADO
21/07/2021 11:03
Atualizado
21/07/2021 15:01

Trabalhos da CPI da Covid19 no RN tem reunião marcada para Terça-feira

A+   A-  
O líder do governo na Casa, deputado Francisco do PT, cujo nome foi indicado para compor o colegiado, afirmou, durante a discussão da matéria, que “Nós da bancada do governo, além de não temermos à CPI, estamos aqui para dar quorum”. Afirmou.
Imagem 1 -  O líder do governo na Casa, deputado Francisco do PT, cujo nome foi indicado para compor o colegiado, afirmou, durante a discussão da matéria, que “Nós da bancada do governo, além de não temermos à CPI, estamos aqui para dar quorum”. Afirmou.
O líder do governo na Casa, deputado Francisco do PT, cujo nome foi indicado para compor o colegiado, afirmou, durante a discussão da matéria, que “Nós da bancada do governo, além de não temermos à CPI, estamos aqui para dar quorum”. Afirmou.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta terça-feira (20), a instalação da CPI da Covid-19. A primeira reunião já tem data marcada para o próximo dia 4 de agosto.

A data foi sugerida através de requerimento do deputado Kelps Lima (Solidariedade). Foram aprovados também a nomeação dos membros, eleição dos cargos de presidente e vice da CPI, além da designação de relator.

A CPI investigará os gastos do governo estadual durante a pandemia de Covid-19 e terá como membros os deputados Kelps Lima (SDD), Gustavo Carvalho (PSDB), Getúlio Rêgo (DEM), George Soares (PL) e Francisco do PT.

Já os deputados Galeno Torquato (PSD), Nelter Queiroz (MDB), Tomba Farias (PSDB), Ubaldo Fernandes (PL) e Isolda Dantas (PT) são os suplentes. A CPI tem prazo de funcionamento de 120 dias, podendo ser prorrogada por mais 60 dias, mediante deliberação do Plenário.

O líder do governo na Casa, deputado Francisco do PT, cujo nome foi indicado para compor o colegiado, afirmou, durante a discussão da matéria, que “Nós da bancada do governo, além de não temermos à CPI, estamos aqui para dar quorum”. Afirmou.

O deputado Vivaldo Costa (PSD) chegou a sugerir o adiamento do início dos trabalhos da CPI. “É uma hora inadequada. Agora é hora de cuidar do campo, do agricultor, das pessoas que continuam morrendo para a Covid-19 e de lutar lutando por mais vacinas”, disse.

Em contraponto, os deputados da oposição ao governo defenderam a abertura dos trabalhos de investigação. “Vamos investigar e, se tiver desmandos, o governo vai ter que responder. Se não tiver, a governadora vai para disputa e o povo do RN vai dizer se ela vai ganhar ou não”, disse o deputado Galeno Torquato (PSD).

Para o deputado Coronel Azevedo (PSC), essa é uma oportunidade para “o parlamento potiguar cumprir sua obrigação constitucional, legal e moral. É uma oportunidade para o governo mostrar que não fez nada de mais”.

Os deputados da CPI, deverão analisar a aquisição dos respiradores pelo Consórcio Nordeste e a edição dos decretos publicados pelo estado com as medidas sanitárias de combate à pandemia.


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário