16 MAI 2022 | ATUALIZADO 18:20
ESTADO
COM INFORMAÇÕES DO G1
12/05/2022 13:52
Atualizado
12/05/2022 13:54

Petrobras conclui venda de ativo na Bacia Potiguar por US$ 750 mil

A+   A-  
A estatal anunciou em 2020 que venderia todos os ativos no Rio Grande do Norte. O decreto nº 9.355/2018 trata das disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos. Em fevereiro, a Petrobras anunciou a venda do Polo Potiguar e da Refinaria Clara Camarão. Segundo a Petrobras, essa operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade.
Imagem 1 -

A Petrobras informou que finalizou na terça-feira (10) a venda da totalidade das participações no bloco exploratório terrestre POT-T-794, pertencente à concessão BT-POT-55A, que fica na Bacia Potiguar, em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

O bloco, que era gerido em conjunto pela Sonangol Hidrocarbonetos Brasil Ltda. (Sonangol), teve todos os ativos vendidos para a empresa Aguila Energia e Participações Ltda. A Petrobras tinha 70% das ações enquanto a Sonangol, 30%.

O valor total da venda foi de US$ 750 mil, sendo US$ 150 mil pagos na assinatura do contrato, em 27 de dezembro de 2021, e US$ 600 mil pagos na terça.

A concessão havia sido adquirida em 2006 na 7ª Rodada de Licitações de Blocos realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O consórcio perfurou dois poços na área, sendo um descobridor de gás e um de delimitação.

A estatal anunciou em 2020 que venderia todos os ativos no Rio Grande do Norte. O decreto nº 9.355/2018 trata das disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos.

Em fevereiro, a Petrobras anunciou a venda do Polo Potiguar e da Refinaria Clara Camarão.

Segundo a Petrobras, essa operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade.

A estatal informou que segue concentrando cada vez mais os recursos em ativos de águas profundas e ultra-profundas, que, segundo a Petrobras, tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos, produzindo óleo de melhor qualidade e com menores emissões de gases de efeito estufa.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário