05 MAR 2024 | ATUALIZADO 18:32
POLÍCIA
24/11/2023 14:53
Atualizado
24/11/2023 21:17

Difamação nas redes sociais termina na Polícia em Umarizal

A+   A-  
Os Policiais Civis investigaram e identificaram nome, idade, endereço de uma mulher (conhecida por Patrícia) que estava usando um nome falso (Paiva) para difamar o prefeito Raimundo Pezão e a família dele nas redes sociais. Pezão disse que, agora que esta pessoa foi identificada pela Polícia, vai aciona-la na Justiça, até como forma de desencorajar outros a praticarem o mesmo crime que causa danos morais irreversíveis.
Imagem 1 -  Os Policiais Civis investigaram e identificaram nome, idade, endereço de uma mulher (conhecida por Patrícia) que estava usando um nome falso (Paiva) para difamar o prefeito Raimundo Pezão e a família dele nas redes sociais. Pezão disse que, agora que esta pessoa foi identificada pela Polícia, vai aciona-la na Justiça, até como forma de desencorajar outros a praticarem o mesmo crime que causa danos morais irreversíveis.
Os Policiais Civis investigaram e identificaram nome, idade, endereço de uma mulher (conhecida por Patrícia) que estava usando um nome falso (Paiva) para difamar o prefeito Raimundo Pezão e a família dele nas redes sociais. Pezão disse que, agora que esta pessoa foi identificada pela Polícia, vai aciona-la na Justiça, até como forma de desencorajar outros a praticarem o mesmo crime que causa danos morais irreversíveis.

O prefeito Raimundo Pezão, de Umarizal, confirmou que vai acionar a Justiça contra uma mulher identificada por Patrícia que, usando um nome falso, o difamava dia e noite nas redes sociais. Fazia ataques não só a pessoa pública do prefeito, mas aos seus familiares.

Os ataques aconteciam de forma sistemática, ocasionando revolta dos apoiadores do prefeito Raimundo Pezão, que tem quase 90% de aprovação da população do município. E teria sido os apoiadores que teriam registrado Boletim de Ocorrência, para a Polícia Civil investigar.

Nesta quinta-feira, os policiais civis da 73ª Delegacia de Polícia Civil (DP de Umarizal) identificaram, a autora dos ataques, difamando o prefeito municipal. A mulher usava o nome de “Paiva” nos aplicativos de mensagens para cometer os crimes.

A legislação brasileira é clara: a opinião é livre, desde que a pessoa se identifique. Mas no caso, foi além da opinião. Patrícia, que se apresentava com o nome de Paiva, fazia ataques difamatórios, não só a pessoa do prefeito, mas a toda a família.

Como acontecia os ataques para não ser identificada

Segundo as investigações, a suspeita trocava em seu aparelho celular o seu chip pessoal por um chip cadastrado no nome de um terceiro para dificultar a sua identificação.

Entretanto, os policiais civis conseguiram seguir os passos das mensagens anônimas e identificaram oficialmente a responsável, com nome, idade, profissão e endereço.

Segundo a nota divulgada pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, o prefeito Raimundo Pezão agora tem seis meses para ingressar com a competente queixa-crime.

Em contato com o MH, o prefeito Raimundo Pezão confirmou que vai acionar a Justiça, para desencorajar outros que estejam pensando em difamar através das redes sociais. Segundo o prefeito, internet não é território sem lei.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário