24 JUN 2024 | ATUALIZADO 17:13
MOSSORÓ
Cezar Alves
08/06/2024 10:52
Atualizado
08/06/2024 10:52

Vítima de atropelamento, Paulo Doido morre na UTI do HRTM

A+   A-  
Paulo Doido, como era conhecido Paulino Duarte Morais, de 58 anos, havia sido atropelado por uma motocicleta no dia 28 de maio na Av Presidente Dutra, no Grande Alto São Manoel. Socorrido pelo SAMU para o HRTM, foi submetido a cirurgia complexa na cabeça e colocado na UTI. Nesta sexta-feira, por volta das 23 horas, sofreu complicações e faleceu. O sepultamento será no cemitério da localidade Barrinha, em Mossoró-RN.
Imagem 1 -  Paulo Doido, como era conhecido Paulino Duarte Morais, de 58 anos, havia sido atropelado por uma motocicleta no dia 28 de maio na Av Presidente Dutra, no Grande Alto São Manoel. Socorrido pelo SAMU para o HRTM, foi submetido a cirurgia complexa na cabeça e colocado na UTI. Nesta sexta-feira, por volta das 23 horas, sofreu complicações e faleceu. O sepultamento será no cemitério da localidade Barrinha, em Mossoró-RN.
Paulo Doido, como era conhecido Paulino Duarte Morais, de 58 anos, havia sido atropelado por uma motocicleta no dia 28 de maio na Av Presidente Dutra, no Grande Alto São Manoel. Socorrido pelo SAMU para o HRTM, foi submetido a cirurgia complexa na cabeça e colocado na UTI. Nesta sexta-feira, por volta das 23 horas, sofreu complicações e faleceu. O sepultamento será no cemitério da localidade Barrinha, em Mossoró-RN.
Foto: Cezar Alves

Paulino Duarte Morais, conhecido por Paulo Doido, faleceu às 23 horas desta sexta-feira, dia 7, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró-RN, um dia após completar 58 anos.

Paulo Doido havia sido atropelado por uma motocicleta na Avenida Presidente Dutra, no Grande Alto São Manoel, no dia 28 de maio passado.

Veja mais 

Vítima de atropelamento na Av. Presidente Dutra, Paulo Doido está internado em estado grave no HRTM

Socorrido pelo SAMU para o HRTM, ele foi submetido a uma cirurgia de emergência no crânio e depois internado na UTI. Na noite desta sexta-feira, 7, ele teve complicações e faleceu.

Na manhã deste sábado, 8, o corpo ainda se encontrava na cripta do HRTM. A família seguiu o protocolo para estes casos, fazendo o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Plantão.

Em seguida, já com a funerária, conduziu o corpo para exames na sede do Instituto Técnico-científico de Perícia. Após estes exames, é liberado para velório. O sepultamento deve ocorrer no cemitério da localidade Barrinha, de onda família é natural.

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário