26 SET 2021 | ATUALIZADO 13:50
POLÍTICA
Da redação
25/07/2016 06:35
Atualizado
13/12/2018 12:41

MP investiga se Rosalba, Fafá Rosado e Cláudia Regina receberam sem trabalhar

A+   A-  
Inquérito Civil instaurado pela 11º Promotoria de Justiça da Comarca de Mossoró apura se as ex-prefeitas, que são servidoras públicas estaduais, foram remuneradas sem prestar o serviço.
Imagem 1 -  MP investiga se Rosalba, Fafá Rosado e Cláudia Regina receberam sem trabalhar
Blog Carlos Santos

O Ministério Público, por meio da 11ª Promotoria de Justiça da Comarca de Mossoró, instaurou Inquérito Civil com o objetivo de apurar se as ex-prefeitas Rosalba Ciarlini, Fafá Rosado e Cláudia Regina, que são servidoras estaduais, receberam suas remunerações sem prestar o devido serviço.

Atualmente, Rosalba, que é médica pediatra, está lotada no Hospital Rafael Fernandes. Já Fafá Rosado, enfermeira, está lotada no Hospital da Mulher. A ex-prefeita Cláudia Regina, assessora jurídica, também é lotada na Secretaria de Estado da Saúde Pública, com expediente na II Unidade Regional de Saúde Pública (URSAP).

A portaria publicada na edição do último dia 22 do Diário Oficial do Estado (DOE) informa ainda que o teor de ofícios já encaminhados à Secretaria Estadual de Saúde deve ser reiterado, uma vez que a titular da Sesap não prestou as informações solicitadas pelo Ministério Público.

Também está sendo expedido ofício ao secretário estadual de Administração e Recursos Humanos, requisitando informações e documentos sobre o possível recebimento de remuneração das ex-prefeitas, sem a contraprestação do serviço.

Outros processos

A ex-governadora Rosalba Ciarlini também é investigada em outros processos, sendo condenada em alguns deles. Recentemente, a gestora teve seus bens bloqueados pela Justiça em virtude de desvios constatados no Hospital da Mulher, que totalizaram mais de R$ 11 milhões. Relembre AQUI.

Rosalba também foi condenada, em segunda instância, em processo da Vara da Fazenda Pública de Mossoró, movido pelo Ministério Público Estadual, por ter contratado, como prefeita de Mossoró, servidores para trabalhar na saúde sem concurso público.

Leia sentença completa AQUI.

A ex-governadora também é apontada como uma das responsáveis pela série de irregularidades apontadas em auditoria promovida por técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE) no contrato de concessão e na construção da Arena das Dunas.

LEIA MAIS:

Rosalba é condenada e pode não conseguir registro de candidatura

Rosalba diz que construção da Arena das Dunas foi transparente

TCE aponta Rosalba como uma das responsáveis por irregularidades na Arena

Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário